Em 1983, Madonna ainda só tinha um álbum de estúdio e um hit com um reconhecimento relativo. Chamava-se "Everybody" e, apesar de ser popular, ainda estava longe de ter o sucesso daqueles que estavam por nascer.

Foi nesta época pré-"Like  Virgin" — o segundo álbum de estúdio que a lançou mundialmente no ano seguinte —, e em que ainda não ocupava o trono da rainha da pop, que o fotógrafo profissional Richard Corman se cruzou com ela para a fotografar pelas ruas de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Ela tinha 24 anos e o desejo de vingar no mundo das artes já lá estava. Ela não sabia, mas não ia tardar muito —  o estatuto de rainha nasceu menos de um ano depois.

18 fotografias raras e íntimas de Freddie Mercury
18 fotografias raras e íntimas de Freddie Mercury
Ver artigo

Este encontro veio dar origem ao livro de fotografia "Madonna NYC 83", onde já vemos a futura autora de "Papa Don't Preach", "Beautiful Stranger", "Frozen" ou "God Control" em imagens a cor e a branco e preto, a olhar fixamente para a câmara, destemida e sem medos. O estilo era aquele que, por sua influência, viria a ser a grande tendência dos anos 80: o look denim integral, lenço na cabeça, muitas pulseiras e colares. 

Newsletter

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.