O momento da hora do banho é de choro e de inquietação para o bebé? Pior, as crises de cólicas parecem não ter fim? Não tem de ser sempre assim. Se conseguir recriar um ambiente uterino, o bebé sentirá segurança e, posteriormente, relaxamento. Confuso?

Magda Soares, terapeuta especialista em massagem do bebé e banho Shantala, explica à MAGG o que é o banho Shantala, as regras de segurança e onde pode fazê-lo, bem como todos os seus benefícios (e um deles traz a solução para o drama das cólicas). 

filhos

Uma banheira "pensada para recriar o ambiente uterino"

Dar banho ao bebé pode ser um verdadeiro desafio, sobretudo se a primeira vez incluiu choro e inquietação. Mas há um segredo para o fazer. "A banheira Shantala foi pensada para recriar o ambiente uterino, proporcionando ao bebé um momento relaxante e tranquilo, ou seja, temos um momento que permite transmitir uma sensação de conforto, porque reconhece aquele ambiente e isso fá-lo relaxar e disfrutar", explica Magda Soares à MAGG, acrescentando que é preciso compreender que "o bebé deixou de ter aquele espaço contido e quentinho da barriga da mãe e tudo o que seja mais aberto e mais espaçoso não vai funcionar"

A terapeuta, também especialista em massagens para bebés, revela ainda que o banho tradicional, que tem como objetivo principal assegurar a segurança do bebé, "não é pensado no ponto de vista daquilo que o bebé precisa". "Estamos a falar de bebés que saíram agora da barriga da mãe e não têm necessidade de um banho tradicional, ou seja, lavar bocadinho por bocadinho, porque o bebé não se suja e não transpira como os adultos", explica. 

Quais são as regras de segurança? Posso dá-lo depois de amamentar?

Para dar banho ao bebé numa banheira Shantala, que tem como formato a posição fetal, tal como estava no útero da mãe, é preciso ter em conta algumas regras de segurança. Local plano, água na banheira até metade, ao nível das axilas, braços dentro de água e segurar na cabeça do bebé, são algumas das regras de Magda Soares.

"Primeiro, o local deverá ser rígido ou plano — o chão é o mais indicado —, ou em cima de algo plano com um tapete ou pano por baixo. Depois, deve encher com água mais ou menos até metade, uma vez que o bebé vai entrar na banheira e o nível de água vai subir. A intenção é que se consiga sentar o bebé na parte de baixo da banheira e a água ficar mais ou menos ao nível das axilas. Depois também queremos que os braços fiquem dentro de água para o bebé puder relaxar", exemplifica a terapeuta, acrescentando que "é crucial segurar inicialmente pelas axilas, passando para a zona da cabeça, apenas para garantir que a cabeça não entra dentro de água".

A temperatura corporal também deve ser tida em conta na temperatura da água. "A água tem de estar mais ou menos a 37 graus, pode estar entre 36 e 38 graus, mas 37 é o mais indicado porque é a nossa temperatura corporal", explica a terapeuta, referindo que "tudo o resto é a ideia do bebé estar dentro de água para que possa sentir aquele ambiente que já reconhece: na sua temperatura corporal, no ambiente aquático, na posição fetal — que é a posição embrionária — e com os pais que o estarão a segurar, mas a desfrutar". 

Se está a perguntar-se se pode dar este banho ao bebé depois da amamentação, a resposta é sim, mas "depende de bebé para bebé". "Há uma grande probabilidade de o bebé ser mais agitado. A digestão não para, se a temperatura da água for a mesma que a temperatura corporal", refere Magda Soares. 

Acaba mesmo com o drama das cólicas?

As cólicas são talvez o maior drama dos pais e o banho Shantala traz a solução (quase) perfeita para este sofrimento. Magda Soares recomenda o banho, em vez das massagens numa crise de cólicas (e até mesmo numa crise de gases). 

"A última coisa que eu quero é que alguém se aproxime da minha barriga e o bebé a mesma coisa. Se está em sofrimento, mexer é pior. Em caso de uma crise cólicas, os pais não devem fazer a massagem, mas o banho, que se torna um excelente SOS para esse momento", explica, acrescentando que o banho também ajuda a "libertar algumas tensões do corpo e, que, por sua vez, ajuda na parte digestiva, uma vez que muitas vezes o que temos a nível digestivo é um bebé tenso que não consegue libertar gases".

A terapeuta também recomenda  que o banho fique para "o final do dia para que o bebé tenha uma boa noite de sono e tranquila", sobretudo se quer que durma a noite inteira (e vale a pena tentar).  Outros benefícios deste banho são: ajudar na adaptação extrauterina, proporcionar conforto e relaxamento, melhorar a circulação sanguínea, reduzir as crises de cólicas, diminuir a irritabilidade e ajudar no sono. 

Onde aprender a fazer este banho e qual o preço? 

A especialista Magda Soares tem acompanhado várias famílias ao longo dos anos, presencialmente ou online, de forma individual e personalizada. A sua especialização começou por ser massagens a bebés e agora estendeu-se aos benefícios do banho Shantala.

A massagem do Bebé e Banho Shantala de forma presencial tem um custo de 100€, em Lisboa e arredores. Já online, via Skype ou Zoom, tem um custo de 80€. Pode reservar aqui ou falar com a terapeuta na sua página de Instagram

Em 2021, 820 crianças foram registadas sem nome de pai. Uma média de dois bebés por dia nesta condição
Em 2021, 820 crianças foram registadas sem nome de pai. Uma média de dois bebés por dia nesta condição
Ver artigo

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.