As crianças estão prestes a terminar o ano letivo e em breve vão começar as lengalengas: "Estou farto de não ter nada para fazer" e "quero ir brincar com os meus amigos". Ou não. O Zoo Santo Inácio, em Avintes, município de Vila Nova de Gaia, arranjou várias atividades para as crianças terem "muito para fazer" e oportunidades para brincarem, mas com novos amigos.

Podem ser os que vão participar nos campos de férias de verão no Zoo Santo Inácio de 4 de julho a 12 de agosto ou os cerca de 600 animais de 200 espécies que fazem parte do zoo. Durante estas semanas, as crianças vão ter oportunidade de assumir o papel de tratadores e preparar a alimentação dos animais, assim como serem eles mesmos a alimentá-los.

O "quantos queres" está de volta e vai pôr crianças e adultos a brincar às profissões e aos piratas
O "quantos queres" está de volta e vai pôr crianças e adultos a brincar às profissões e aos piratas
Ver artigo

Além disso, poderão acompanhar os tratadores e os veterinários do zoo nas tarefas diárias e, claro, ver os animais de muito perto para que a descoberta do mundo animal seja feita de uma forma mais desafiadora do que nas normais visitas ao zoo.

Ao longo dos campos de férias, as crianças vão ainda poder participar em jogos, workshops e preparar atividades para os animais. Todas as atividades têm "um carácter educativo e lúdico", diz o zoo, e vão fazer com que os mais novos regressem à escola em setembro a saber tudo sobre o mundo animal como se tivessem estado todo o verão a ler os manuais de Estudo do Meio.

Para garantir a participação das crianças entre os 6 e os 13 anos basta preencher o formulário online ou enviar e-mail (geral@zoosantoinacio.com) para o Zoo Santo Inácio. Os campos de férias custam 22€ por dia (das 8h às 18h) e o valor inclui as atividades, materiais necessários, duas refeições diárias e seguro.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.