Quando a quarentena começou, os casais dividiram-se em dois tipos: aqueles que começaram a dar em loucos apenas com a companhia do parceiro, o que resultou em muitos divórcios (já diz a música, "A Quarentena Matou-nos"); e os outros que fizeram dos limões limonada, e começaram a passar muito mais tempo entre os lençóis.

A quarentena está a matar a sexualidade dos casais? Ou tem sido a salvação? Duas sexólogas explicam
A quarentena está a matar a sexualidade dos casais? Ou tem sido a salvação? Duas sexólogas explicam
Ver artigo

No entanto, mesmo quem faz parte do segundo grupo e tenha aproveitado os últimos meses passados entre quatro paredes para apimentar a relação, acaba por recorrer maioritariamente às mesmas posições sexuais. "É muito fácil entrar numa rotina de sexo onde se alterna entre três posições: missionário, doggy style ou cowgirl, com a mulher no topo", explicou Annabelle Knight, especialista em sexo, ao "Daily Star Online".

A britânica quer ajudar os casais na intimidade, e falou ao site britânico sobre uma posição que acredita ter os requisitos para ser muito prazerosa para homens e mulheres. "A Ponte para os Céus [Bridge to Heavens, na expressão original] tira os casais da sua zona de conforto e dá-lhes uma nova forma de se divertirem", referiu a especialista.

Mas, em termos práticos, como é que esta posição se desempenha? Annabelle Knight explica que a mulher precisa estar deitada de costas, com ambas as pernas no ar e os calcanhares cruzados. Já o homem deve ter os joelhos no chão, o tronco mais em cima, e rodar o corpo para o lado para conseguir penetrar a companheira, usando os braços e as pernas para apoio.

A especialista acrescenta ainda que o homem pode  levantar ou baixar as ancas para ajustar os níveis de penetração, e a mulher pode empurrar ou soltar as coxas.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.