Marcar uma consulta nem sempre é fácil. Quando pegamos no telefone já estamos preparados: só há vaga nas próximas duas quintas-feiras, no período da manhã e no limite damos um jeito caso nos peçam para ser antes a uma terça às 19 horas. Isto se não tivermos que esperar três meses.

Estes telefonemas podem estar perto de se tornarem obsoletos com uma nova forma que surge agora e que permie marcar consultas de forma automática. Chama-se Doctorino e é o novo portal que permite a qualquer pessoa marcar consultas online esteja onde estiver.

Fomos testar. Entrámos na plataforma e percebemos logo que não podia ser mais intuitiva. Por baixo de "marque a sua consulta com um profissional de saúde" encontram-se três campos por preencher que correspondem exatamente ao que pretendemos: o tipo de especialidade (categoria), onde quer dirigir-se para receber os cuidados de saúde (localização) e ainda o plano de saúde (seguro).

Se não tiver seguro de saúde, pode avançar na mesma. Tentámos procurar um dentista na zona de Benfica. Contámos 21 opções de marcação e em cada uma delas, se clicar em "ver detalhes" pode encontrar um pequeno perfil do especialista, bem como as datas disponíveis.

Sandra Gomes Silva. "O vegetarianismo não é difícil, não é mau para a saúde, nem é só saladas"
Sandra Gomes Silva. "O vegetarianismo não é difícil, não é mau para a saúde, nem é só saladas"
Ver artigo

Os passos finais passam por preencher os seus dados e fazer a confirmação da consulta, podendo ainda selecionar um "lembrete" que o avisa por email — a ser sincronizado com o calendário do telemóvel — quando o dia da consulta estiver próxima. Há opções desde a cardiologia, passando pela naturopatia, até à terapia da fala.

O Doctorino foi criado por dois portugueses. Nuno Gonçalves, consultor de marketing para a área da saúde, e José Cautela, médico com experiência em gestão clínica criaram este modelo de forma a permitir que os profissionais de saúde possam ter uma maior e mais credível presença no digital.

"Atualmente, cerca de 80% dos médicos não existem online. O que existe assemelha-se a umas 'páginas amarelas' de médicos e não foram os próprios a criar as mesmas. O que queremos é que quem procura um especialista online, encontre de forma rápida os médicos disponíveis e especializados no problema que o utente quer resolver", refere Nuno Gonçalves em comunicado de imprensa.

A plataforma não só facilita a vida aos utentes, como também aos profissionais e clínicas, que passam a fazer uma gestão mais eficiente das agendas.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.