De certeza que conhece alguém (ou revê-se nesse papel) que não pode beber café depois de almoço porque, caso contrário, à noite já não dorme. Ou alguém que só quando bebe café é que está operacional. Menos comum é encontrar quem fica cansado mesmo depois de beber café. Também acontece e há uma explicação para essa reação: a cafeína, que dá energia, quando tem um efeito cumulativo causa a reação inversa — sono. Com cumulativo queremos dizer quando aumenta as doses de cafeína ao longo do dia para combater o sono, achando que isso vai ajudar, quando na verdade não vai. "Se está a dormir menos e stressado, e aumenta o consumo de cafeína para melhorar isso, é apenas uma solução de curta duração que vai tornar as coisas ainda piores a longo prazo", sendo que os problemas de sono vão continuar, segundo Mark Stein, professor do Departamento de Psiquiatria e Ciências do Comportamento da Universidade de Washington, ao "The New York Times".

A cerveja à pressão ganha um rival. Este verão peça um café geladinho numa esplanada
A cerveja à pressão ganha um rival. Este verão peça um café geladinho numa esplanada
Ver artigo

Stein estudou o impacto da cafeína em pessoas com transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) e percebeu que um dos efeitos é a chamada pressão do sono, que vai aparecendo ao longo do dia.

No fundo, aquilo que acontece ao nosso corpo é que ao longo do dia as células e tecidos usam e queimam energia na forma de uma molécula chamada trifosfato de adenosina (ATP), que se vai gastando com as nossas atividades diárias e dá origem a outra substância química. O que resulta daqui? A substância, chamada de adenosina, liga-se ao cérebro e faz com que nos sintamos mais sonolentos.

Neste caso não há café que salve, dado que a cafeína é quimicamente semelhante à adenosina. "Quando o efeito da cafeína passa, é atingido um nível muito alto de pressão do sono, que tem de ser recuperado", explica Seth Blackshaw, neurocientista da Universidade Johns Hopkins e especialista em sono, ao mesmo jornal. Para atenuar a alta pressão do sono há apenas uma solução: dormir.

Para Mark Stein, "sono adequado e atividade física são as principais ações para problemas de atenção e sonolência. A cafeína é um complemento útil, mas da qual não vai querer depender", afirma. O café deve ser visto antes como uma bebida saborosa e útil para dar um pico de energia, mas que "não deve ser bebida todos os dias" de modo a que o efeito não seja o oposto: sonolência.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.