No dia em que foi anunciado que Tony Carreira, de 57 anos, assinou um contrato de exclusividade com a TVI em outubro de 2020, o artista explicou as razões que o levaram a criar esta ligação com a estação de Queluz de Baixo.

"[Tenho] muito orgulho pelo contrato que fiz e digo porque é que sinto muito orgulho com quem assinei este contrato. No meu regresso, há projetos na minha cabeça que gostava de concretizar. E quem me deu as melhores condições artísticas para concretizar esses projetos foi simplesmente a TVI. Portanto, efetivamente, fiz um acordo em termos de conteúdos de coisas que vou fazer no futuro, que irão ouvir, porque tem que ver com música, onde quem me deu as melhores condições artísticas foi a TVI", explicou o cantor em entrevista a José Alberto de Carvalho.

As negociações com o canal começaram em agosto de 2020 e o contrato foi assinado nesse mesmo ano, em outubro, "antes de muita coisa acontecer", frisa Tony Carreira, aludindo indiretamente à trágica morte da filha, Sara, em dezembro de 2020.

O cantor acrescenta que o contrato foi fechado quando Cristina Ferreira, atualmente apresentadora e diretora de Ficção e Entretenimento da TVI, ainda não tinha regressado à estação de Queluz de Baixo. "Era para começar nesses projetos um mês ou dois meses depois [de assinar o contrato] e quando aconteceu esta tragédia na minha vida [a morte de Sara Carreira], fui completamente sincero com o canal e disse: 'Estão completamente à vontade para rompermos com o contrato. Não podem obrigar-me a trabalhar, porque não estou em condições de trabalhar. Não quero neste momento fazer absolutamente nada. Quero paz. Portanto, ponho-os à vontade, uma vez que não vou cumprir com aquilo com que me comprometi'", conta o músico.

Agradecimentos, lágrimas e muitos aplausos. Assim foi o regresso aos palcos de Tony Carreira
Agradecimentos, lágrimas e muitos aplausos. Assim foi o regresso aos palcos de Tony Carreira
Ver artigo

A TVI optou por não rescindir o contrato, gesto que explica então o motivo de orgulho de Tony Carreira ao assinar a parceria com o canal. O artista deixou ainda claro na entrevista que o contrato nada tem que ver com o facto de ser acionista do grupo Media Capital, que detém a TVI.

Além do lançamento exclusivo do novo disco, "Recomeçar", em novembro, sabe-se que a TVI lançará uma série biográfica e ficcionada a propósito dos 35 anos de carreira, que serão celebrados daqui a dois anos. "Queria fazer uma coisa em grande, uma coisa bonita. A TVI achou que faria sentido e já falámos sobre quem seria, hipoteticamente, o realizador, os atores. Agora, está sempre condicionada, porque gosto de ver o Tony que eles vão pôr", brinca o músico. À boleia do contrato de exclusividade, estão também previstos projetos musicais de parte a parte, "que serão anunciados a seu tempo".

O novo disco de Tony Carreira será "o reflexo do momento que vivemos", diz, mas assume também que está relacionado com os últimos meses, após perder a filha Sara Carreira num acidente de viação, a 5 de dezembro. "Pelo menos, tentar recomeçar. Sou obrigado a tentar porque não há outra alternativa", disse na entrevista.

David Carreira assume vontade de ter filhos. "Se estou a pensar ser pai? Estou"
David Carreira assume vontade de ter filhos. "Se estou a pensar ser pai? Estou"
Ver artigo

O músico vai regressar ao Altice Arena, em Lisboa, a 27 novembro, e além deste concerto está prevista uma agenda cheia, a pedido do próprio artista. O primeiro concerto acontece a 16 de outubro no Coliseu de Elvas, depois o Multiusos de Guimarães, a 30 outubro, o Super Bock Arena no Porto, a 6 novembro, e Tony Carreira vai ainda passar por Itália, Suíça, Bélgica, Estados Unidos e Canadá.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.