Na noite desta sexta-feira, 24 de julho, Iury e Sandrina reuniram-se na sala para falar sobre a participação no “Big Brother”. As duas começaram a tentar desculpar os comportamentos de Hélder, dizendo que o concorrente brinca sem maldade, e que existem vários concorrentes que não conseguem compreender isso. As duas falaram ainda da atitude de Ana Catharina e de Diogo, que se têm afastado cada vez mais do concorrente de Santa Maria da Feira, e apelidaram esse comportamento como uma “discriminação”.

Sandrina começou por dizer que o dia tinha sido estranho mas não se prolongou no discurso porque, segundo a própria, não podia falar de tudo enquanto está a ser gravada. “Amor, cala-te, por favor, que nos podem lixar a nós”, pediu à miss. 

Foi Iury que trouxe o afastamento de Ana Catharina e Diogo para a conversa. “Está aqui uma separação gigante. Eu percebo um lado e percebo o outro lado. Cada um tem os seus motivos e as suas justificações. É válido que se eu não me sinto confortável na presença de alguém, que me afaste porque não vou querer estar num sítio que não me está a fazer bem. É válido e aceitável”, afirmou. “Mas também é válido que estamos num programa de convivência onde isso faz parte”.

“BB2020”. Hélder para Ana Catharina: "Eu não te pude tocar, mas há outra pessoa que te pode tocar"
“BB2020”. Hélder para Ana Catharina: "Eu não te pude tocar, mas há outra pessoa que te pode tocar"
Ver artigo

Sandrina intercedeu e interrogou-se sobre os motivos que levaram os concorrentes que foram apelidados de sensatos a concorrer ao programa. “Se queriam estar calmos e estar cada um no seu canto porque é que vieram para o Big Brother?”.

Este afastamento deve-se às atitudes de Hélder que, desde que entrou na casa, tem vindo a criar polémica atrás de polémica com os concorrentes mais recatados. A sua entrada veio consolidar ainda mais a divisão entre os vários grupos. Com isto em mente, a concorrente de Moura afirmou também que há concorrentes que não compreendem Hélder, que só quer brincar sem maldade.

“A Soraia ficou mal com uma coisa que o Hélder disse na brincadeira. Ela levantou-se e foi embora. Eu também sei que não posso brincar com ela”. A brincadeira a que Sandrina se referia era uma conversa imaginária onde Hélder terá dito que tinha combatido no ultramar e que se tinha envolvido com uma pessoa de uma raça diferente e tinha tido um filho negro. Soraia não terá gostado do que foi dito e abandonou a divisão onde tudo isto se estava a passar.

“É válido se eles não se sentem bem se isolarem, é assim que se sentem bem e resguardados para manterem o equilíbrio emocional. Mas ao mesmo tempo é uma atitude de não aceitação, não aceitar a pessoa que está ao lado, uma espécie de discriminação. Como se aquela pessoa tivesse um rótulo”, acrescentou Iury.

Nos momentos seguintes, as duas continuaram a desculpar Hélder ao dizer que ele tinha tentado “pedir várias vezes desculpas” e que todas as brincadeiras que fazia não eram com maldade. “Se fosse uma pessoa com maldade, que quisesse mal, mas tu estás a ver que a pessoa quer pedir desculpa, quer estar bem, quer estar em paz”.

O assunto desviou-se para Diogo e Ana Catharina e Sandrina disse que o casal tinha mudado de atitude para com ela. Iury não concordou mas achou que Ana Catharina “é a mais extremista e que Diogo vai atrás”. “Eu nunca vi isto assim, a isolarem-se os dois na casa”.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.