Ainda não tinham passado duas horas desde que Pedro Soá tinha abandonado a casa da Ericeira e já o ambiente tenso e pesado que se sentira tinha desaparecido. Os concorrentes soltaram-se, pareceram genuinamente mais tranquilos, alegres, brincalhões, talvez só à exceção de Daniel Monteiro, que continuou meio carrancudo. Nem mesmo as cervejas oferecidas pela produção o fizeram soltar-se.

Ainda na noite de terça-feira ficou a conhecer-se o novo líder da casa: Sandrina. “Acho [a decisão] magnífica. Finalmente vou voltar a assistir ao Big Brother cá dentro”, disse Diogo sobre a nova líder da casa. Quando questionado sobre o porquê daquela afirmação respondeu simplesmente: “Porque ela a comédia em pessoa e vai ter a liberdade para fazer tudo o que lhe apetece e eu vou-me rir com tudo o que ela me diz”. Esta decisão parece ter agradado a todos os concorrentes que estavam a brincar com a concorrente de Moura. Um ambiente mais leve do que aquele quando Pedro Soá era líder.

Mas se isto foi logo na noite em que o líder dos kamikaze foi expulso, esta terça-feira, 26, como é que foi ao longo das 24 horas seguintes, as primeiras sem o participante mais agressivo e controlador?

"Big Brother 2020". Jéssica não perdoa Pedro Soá. "Se tivesse falado assim comigo levava logo uma chapada"
"Big Brother 2020". Jéssica não perdoa Pedro Soá. "Se tivesse falado assim comigo levava logo uma chapada"
Ver artigo

O novo dia trouxe as mesmas conversas para o centro da mesa – já que Sandrina quis falar com todos os concorrentes sobre a organização da casa. Ao contrário do ex-líder, a concorrente de Moura manteve-se calma e tentou ouvir todos os concorrentes e as suas opiniões. O único testemunho mais reativo – que não foi sequer semelhante igual demonstrado por Soá – foi o de Renato.

“Em qualquer dia vou passar dos limites. Eu estou aqui a tentar dar-me bem com toda a gente. Rio-me, falo sempre com todos, faço tudo para vos agradar, portanto quero que vocês me compreendam melhor porque estarem sempre a dizer-me ‘faz isto, faz aquilo’ não aguento”, disse a Sandrina. Mais uma vez, fê-lo sem levantar a voz e sem agressividade. Os restantes concorrentes falaram, expuseram a opinião e não se gerou 1/10 da discussão que culminou ontem com a expulsão de Soá. Afinal é possível ser-se líder sem ser agressivo e achar que se manda na casa.

"Big Brother 2020". Pedro Soá foi "ameaçado de morte", revela a namorada
"Big Brother 2020". Pedro Soá foi "ameaçado de morte", revela a namorada
Ver artigo

O grupo parece agora muito mais unido e sem as rivalidades perpetuadas pelo ex-concorrente. Exemplo disso foram as palavras de Pedro Alves para Sandrina. “Estou muito orgulhoso de ti”, disse à concorrente. “Tinha uma imagem de ti, que eras uma brincalhona mas quando tiveste de assumir, assumiste e muito bem. Estou a gostar bastante”.

O único ponto de discórdia foi mesmo a situação das camas. Os concorrentes estão desde domingo a dormir no chão depois de Iury ter preferido esta situação e ter salvo Hélder de uma nomeação. Assim, o cansaço por não poderem dormir nas camas começa a acumular-se. Ainda assim, as trocas de pontos de vista são feitas com educação.

O restante dia foi passado a fazer várias atividades para as Olimpíadas do Big Brohter. Antes de o campeonato entre a equipa vermelha e azul começar os concorrentes quiseram destacar que o jogo devia ser levado com calma. Ainda que existisse competição e algum despique, os concorrentes explicaram que a competição tem de ser saudável sem que os colegas se chateiem ou que se magoem. Foram vários os que apelaram levar as provas na brincadeira. E foi exatamente isso que aconteceu.

Os concorrentes uniram-se e fizeram várias provas. O denominador comum? A entre-ajuda e a brincadeira constante. A casa mudou, é outra, renasceu, voltou à inocência dos primeiros dias. Até quando?

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.