O ex-concorrente André Filipe teve alta hospitalar esta terça-feira, 13 de outubro, e já se encontra em casa a descansar. O jovem estava internado com um surto psicótico desde 24 de setembro, no Hospital do Barreiro. Agora, em entrevista exclusiva à MAGG, explica o significado dos seus comportamentos na casa de "Big Brother - A Revolução".

"Já estava cansado de estar fechado, mas hoje já acordei mais cedo para ir à consulta com a psicóloga", começou por dizer André Filipe, que ainda se encontra a recuperar. Em relação aos comportamentos que ditaram a sua expulsão da casa mais vigiada do País, André não esteve com rodeios: "Eu quis fazer mesmo uma revolução, com o mote 'todos diferentes e todos iguais'. Os bancos vermelhos representavam o sangue que nos une, depois quis passar a mensagem para nunca perdermos a criança que há em nós", explicou.

Quanto às palavras que escreveu na parede do jardim da mansão da Ericeira, afirmou que simplesmente quis fazer uma homenagem. "O que eu escrevi na parede foi uma homenagem ao Bruno, que tinha saído da casa. Palavras de positividade, tudo o que fiz tinha um significado. O extintor na água foi uma indireta aos meus colegas, para apagarmos o fogo que havia em casa e não haver discriminação. Por exemplo, a Diana não tinha muita voz e ela tentou falar, mas não lhe deram voz. Nós estávamos no 'Big Brother', era para sermos irmãos uns dos outros", frisou.

"Não me deixavam descansar. Havia sempre muito barulho"

"O que me prejudicou no jogo foi ter entrado como infiltrado", garantiu André Filipe. "Pensava que o infiltrado tinha várias missões e construí essas missões na minha cabeça, daí o surto psicótico. Mas no meu imaginário, ser infiltrado veio demasiado de mim, quando a minha missão era apenas esconder dos meus colegas que existia um bunker na casa", disse.

A privação do sono foi uma das principais causas que o levou a ter um surto psicótico. O ex-participante contou à MAGG que mal conseguia dormir. "Eu dormia bem em alguns cantinhos da casa, mas não me deixavam descansar. Havia sempre muito barulho", justificou.

Apesar de a experiência no reality show da TVI ter sido curta, o jovem acha que foi mal interpretado pelos telespetadores. "Fui muito mal interpretado pelo público, mas eu gosto de responder com paz em qualquer discussão. Quando existe alguma discussão, tento sempre manter a calma mas a minha participação foi vista como uma provocação e não era isso que eu queria fazer. Só queria que as discussões na casa acabassem", afirmou.

Agora, André Filipe encontra-se em recuperação e a descansar, enquanto é acompanhado por uma psicóloga, que tem sido essencial para se conhecer, contou à MAGG.

André Filipe do "Big Brother" teve alta, após lhe ter sido diagnosticado um surto psicótico
André Filipe do "Big Brother" teve alta, após lhe ter sido diagnosticado um surto psicótico
Ver artigo

Hélia, mãe de André Filipe, também esteve à conversa com a MAGG e revelou que já consegue reconhecer o filho. "O André está melhor, veio da psicóloga há pouco. Está estável, ainda está em fase de recuperação mas está tranquilo. Agora já é o meu André. Está ciente daquilo que aconteceu, sabe que foi expulso. O que ele agora quer é que lhe deem reconhecimento na televisão", contou.

"Ele tem andando eufórico, não quer parar", frisou Hélia, acrescentando que o filho já tem vários projetos em mente que quer concretizar. Mas, para já, tem de abrandar o ritmo e focar-se na recuperação. "Ele tem noção que teve um surto psicótico e daquilo que lhe aconteceu, estamos a falar de dez dias [que esteve internado]. Agora quer mostrar outra vertente dele, que infelizmente não vimos dentro do 'Big Brother'", reiterou a mãe do ex-concorrente.

A mãe de André terminou, referindo que o momento em que foi buscar o filho ao hospital, quando teve alta, "foi um momento muito emocionante". "A primeira reação do André foi o abraço, ele é muito de abraços. O primeiro encontro com ele foi assim, com um grande beijo e abraço. Ele vinha feliz, estava farto de estar fechado e questionou o tempo que lá esteve internado. Mas tem a ver com outras situações também, ele esteve com a tensão alta e não o mandaram embora sem estar estável", rematou.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.