No dia da gratidão, 21 de setembro, o "Big Brother" pediu aos concorrentes que partilhassem uns com os outros pelo que se sentem agradecidos. Rita Santos emocionou-se ao falar da família, particularmente sobre a irmã.

"Big Brother" aplica primeira sanção. Saiba do que vão ficar privados os concorrentes
"Big Brother" aplica primeira sanção. Saiba do que vão ficar privados os concorrentes
Ver artigo

"Eu sou muito grata por ter a minha irmã, porque ela é uma força da natureza, por tudo. É muito corajosa e transmite mesmo isso. Ela dá-me força para tudo e é um grande orgulho a minha irmã e eu sei que ela está sempre comigo. Eu gosto muito da minha irmã e da minha família toda porque sem eles eu não era nada", diz Rita, entre lágrimas.

A concorrente refere-se ainda à madrinha, que a "apoia incondicionalmente sempre", aos "avozinhos" e ao afilhado. "Eu sei que sou mesmo muito grata. A minha família para mim é tudo e não há nada melhor que a família".

A MAGG falou com a mãe, Alda e com a irmã, Andreia, de 32 anos. Ambas referem que Rita "está a ser ela própria". Mencionam a sua "personalidade muito forte" e que já tinha concorrido ao reality show, mas esse sonho foi adiado por causa da faculdade. "Era um objetivo que ela tinha e nas outras alturas havia objetivos superiores à entrada num 'Big Brother' ", revela a irmã. Concluída a licenciatura em Comunicação Organizacional, "tudo à volta dela proporcionou-se a que ela pudesse ir a cada uma das etapas e levá-la até ao fim", explica Andreia, que fala sobre a personalidade "divertida" e "extrovertida" da concorrente.

A mãe acrescenta que Rita "é muito assertiva, gosta das coisas muito certinhas” e  “muito frontal, quando vê que há injustiças ou que as pessoas não são retas, não se cala”. "Não tem medo de falar, mas com educação".

Sobre ser um "vulcão em erupção", como se apresentou antes de entrar na casa, a mãe acha que "é um vulcão porque ao pé dela não há tristeza", mas Andreia explica: "Às vezes é. Quando também lhe pisam o dedo mindinho ela acaba por ficar um bocadinho mais chateada, mas tenta sempre mostrar o desagrado de forma assertiva e a explicar o porquê de estar assim, conforme ela tem feito na casa e na conversa que teve com o Bruno”.

Em relação ao atrito entre Rita e Bruno Gomes d'Almeida, Andreia diz que, quando a irmã esteve na roulotte, "muitas vezes tinha dito ao Bruno ‘olha atenção, tem cuidado com isto’, da mesma forma que disse à Ana para ela ter mais calma." Acrescenta que "ela já lhe tinha dito isso tudo à frente dele, não disse nada nas costas dele.”

"São personalidades diferentes, histórias de vida diferentes que lidam com as adversidades de maneira diferente", diz a irmã de Rita, que acha que esta não ficou ofendida, mas "pode ter ficado um bocadinho sentida por ele achar que aquilo é show". "Ele não a conhece cá de fora, é só daqueles sete dias que estão e eles estão a tecer opiniões daquilo que estão a ver. Ela tem que lhe dar oportunidade para que ele perceba que aquilo não é show, é mesmo ela, ela não está a encarar uma personagem, ela é assim”, explica à MAGG.

Sobre Rita e António terem escolhido Bruno para passar a semana na caravana, Andreia acha que foi "para ele perceber que se calhar se queixou de algumas coisas e que afinal ali na caravana se vê de outra forma, também veem o jogo de outra forma". Para a irmã de Rita, na roulotte "podem ter perceções diferentes, podem analisar muito mais. Ele ali também acho que vai conseguir analisar melhor o perfil dos concorrentes e, neste caso da Rita, perceber que isto não é show off, ela é mesmo assim”.

As familiares de Rita falam também sobre a amizade com António. "Ela gostou muito do António e o António também gostou muito dela. Acho que foi o par ideal para ir para a caravana. Ele é uma pessoa muito calma, é um dos concorrentes que eu estou a adorar ver e gostei muito dele logo de início”, conta a mãe, que acrescenta que o concorrente deu "muito apoio" à filha "nos dias em que ela estava mais em baixo”. A irmã sente que “eles criaram muita empatia um com o outro” e acha que se "complementam muito". "O António é mais ponderado, ela acaba por ser mais espontânea, mas os dois acabam por ser o ponto de equilíbrio um do outro”.

Durante os primeiros dias na caravana, Rita sentiu-se triste e falou em desistir. "Ela não é de desistir das coisas e ainda para mais quando é uma coisa que ela quer muito", refere a irmã. "Foi o que ela sempre disse: não era a bijuteria, não eram as roupas, não era a maquilhagem, era mesmo os cuidados básicos e o facto de ela não poder ter uma alimentação minimamente em condições, isso aí é que a fez, muitas das vezes, ir mais abaixo".

Ambas negam receios pela participação da filha no "Big Brother".  A mãe espera "que tenha uma boa prestação, seja ela mesma, que vá longe no programa e que se divirta. É uma experiência única na vida". A irmã complementa: "Cada semana que ela esteja lá dentro, é mais uma semana que nós ansiamos para que ela continue. É uma conquista semanal. Tal como ela está a viver lá dentro, nós vivemos com ela cada dia que passa". Andreia refere, ainda, "acima de tudo um enriquecimento pessoal" e "quem sabe podem-se abrir portas a nível profissional”. “Quando ela não tiver tanta força ela vai-se lembrar de tudo aquilo que nós lhe dissemos, de todo o carinho que lhe demos antes de entrar e vai-se agarrar a isso”, assegura.

Rui do "Big Brother" deixa colegas emocionados. "A vida fez com que me tornasse cuidador"
Rui do "Big Brother" deixa colegas emocionados. "A vida fez com que me tornasse cuidador"
Ver artigo

Segundo a irmã, a família garantiu "estar sempre com ela a apoiá-la" e aconselhou-a a "ser ela própria, para se divertir". "Somos uma família e isso diz tudo”. Ao contrário da família, que conhecia bem a vontade de Rita, os amigos ficaram surpreendidos. "Eles sempre acharam que a parte da televisão é o mundo da Rita, porque ela é uma comunicadora nata. Onde ela chega, fala com toda a gente, cria laços, cria empatia, mas ao mesmo tempo nunca esperaram que ela fosse capaz”, revela Andreia.

Na sua apresentação, Rita disse que não tem namorado, mas também não tem "tempo para isso". A concorrente participou no "Carro do Amor", na SIC, em 2018. A mãe diz que "foi a madrinha que a incentivou a ir" e que a filha “não foi à procura do amor, foi mais pela experiência e pela brincadeira". Sobre encontrar o amor na casa do "Big Brother", a progenitora mostra-se convicta: “não digo que não possa acontecer, mas do que eu conheço dela, acho que não vai acontecer nada”.

rita e carlos carro do amor
Rita Santos e Carlos no "Carro do Amor"

Rita Santos tem 26 anos e vive com os pais e a irmã em Anadia. A mãe confirma a proximidade com a família e a irmã garante que não passam "uma sem outra".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.