Depois de se sagrar vencedora do "Big Brother - Duplo Impacto" e de levar para casa o prémio de 20 mil euros, Joana Albuquerque respondeu a todas as polémicas. Em entrevista, a designer de moda reagiu às acusações da mãe de Gonçalo Quinaz, disse o que pensa dos apresentadores do reality show e ainda falou sobre a polémica do roubo da coleção de roupa.

"Achava que a senhora era educada, mas realmente a riqueza não vem com valores", começou por dizer Joana sobre Fátima, mãe de Quinaz, que foi à Ericeira gritar para a residente de Cascais. "A Joana é uma mer**, não vale um car****", terá dito a familiar do antigo jogador de futebol.

Joana não descarta reconciliação com Savate. "Ainda gosto dele, apesar de tudo o que se passou"
Joana não descarta reconciliação com Savate. "Ainda gosto dele, apesar de tudo o que se passou"
Ver artigo

Aquele momento de tensão gerou alguma controvérsia na casa e Quinaz terá dito a Joana que a frase proferida pela mãe é frequentemente dita em Odivelas, zona onde reside. "Disse que era normal gritarem aquilo, é uma expressão que usam em Odivelas. Achei que fosse uma piada qualquer da família dele", explicou a designer de moda.

Mas tudo mudou quando saiu da casa e apercebeu-se que Fátima a terá ofendido nas redes sociais. "Essa senhora chamou-me de tudo e mais alguma coisa. Os meus pais foram à casa várias vezes entregarem roupa e nunca gritaram nada", disse Joana, explicando que os pais também podiam ter gritado do exterior e não o fizeram. "A minha mãe tem um trabalho a full time, não sei se a mãe do Quinaz também tem", acrescentou.

Perguntas dos apresentadores eram "tendenciosas"

Durante as galas, Joana achou que Cláudio Ramos e Teresa Guilherme deram muitas vezes a sua opinião sobre os concorrentes. "As perguntas dos apresentadores eram tendenciosas. Quando fazem perguntas retóricas... houve uma pergunta da Teresa que me irritou bastante", atirou a designer de moda, referindo-se a um momento em que se sentiu julgada pelas suas ações na casa.

"Ela [Teresa Guilherme] deu a sua opinião e não pode fazer isso. Tem de fazer perguntas nas quais não dê a sua opinião. Devia tomar uma posição em que questiona de forma a perceber o que aconteceu em determinadas situações", acrescentou ainda sobre a apresentadora.

Joana desmente roubo de coleção de roupa

A vencedora do "Big Brother - Duplo Impacto" revelou na casa que desenhou uma coleção de roupa num trabalho de grupo na faculdade, mas as colegas desapareceram com todo o trabalho. Depois da revelação, surgiram testemunhos nas redes sociais feitos, alegadamente, pela mãe de uma colega com quem Joana fez o projeto.

De acordo com esse testemunho, foi a professora quem escolheu o grupo no qual Joana ia ficar, pois ninguém queria trabalhar com a residente de Cascais. A jovem de 21 anos foi ainda acusada de ter contribuído muito pouco para o trabalho, algo que a própria já desmentiu.

"Nunca mais dou protagonismo a essa gente. Só tenho três colegas, não sei como foram tantas mães para o Twitter dizer isso. Elas que aproveitem o protagonismo que tiveram", respondeu a designer de moda quando questionada a propósito da polémica.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.