A natureza está a ser mais procurada que nunca, para compensar o facto de natural este ano não ter nada. Queremos, no fundo, paz e sossego e é isso mesmo que estas cinco casas ou alojamentos rurais prometem oferecer: natureza mesmo à porta do quarto ou da tenda, no caso de gostar de aventuras e querer experimentar pela primeira vez acampar com luxo: o famoso glamping.

Mas depois de uma noite que parece ao relento, nada melhor do que sair para explorar os lagos naturais, os animais que andam em redor e até fazer uma massagem neste ambiente relaxante. O convite é apetecível e, após conhecer estes alojamentos, vai chegar a parte difícil: decidir que sítio escolher para descansar.

Já se está a imaginar a descer da árvore em direção ao espaço de meditação com vista panorâmica? Não é um sonho, está aqui mesmo.

Casa romântica na árvore

Entre troncos mesmo ao lado da cama e folhas dos ramos que ficaram do lado de fora da janela, pode ficar a dormir uma ou mais noites neste espaço em S. Teotónio, Beja. A casa romântica na árvore fica apenas a 15 minutos da Zambujeira do Mar e a escassas escadas do chão depois de uma noite bem dormida.

Este alojamento está disponível na plataforma Airbnb e além de poder contemplar a natureza em cru, pode fazer parte da mesma através de um centro de retiro e workshop sobre permacultura — sistema agrícola inspirado nos ecossistemas naturais de modo a reduzir o impacto ambiental —, no meio de um parque natural, ou ainda percorrer um dos trilhos pela Rota Vicentina. Poderá também usufruir da piscina biológica com água sempre quente.

No entanto, falta ainda falar de um dos pontos de destaque: o templo de meditação e ioga com vista panorâmica para o exterior, capaz de inspirar o interior em ambas as práticas.

Uma noite para duas pessoas, em outubro, por exemplo, custa a partir de 82€, com taxas incluídas.

Aterra Eco Boutique

Há um alojamento na costa alentejana, mais precisamente em São Teotónio, Odemira, cujo principal conceito é o contacto com a natureza que invade este glamping ecológico. O Aterra nasceu então em 2012 pelas mãos de Francisco, de 43 anos, e Claudia Talone de Brion, para nos deixar de pés assentes na terra, uma vez que pretendem "mostrar às pessoas como é possível viver em harmonia e sustentabilidade", revela Francisco à MAGG.

Essa sustentabilidade está presente nos materiais usados no espaço — as casas são feitas de terra, palha, materiais reciclados —, bem como na mesa do pequeno-almoço onde são servidos produtos locais, bem como iogurtes caseiros (feitos por Cláudia), fruta da época, croissants, e até uns doces regionais para finalizar com o paladar aconchegado.

O restaurante Terra está diferente: nova decoração e nova carta — com sabores de todo o mundo
O restaurante Terra está diferente: nova decoração e nova carta — com sabores de todo o mundo
Ver artigo

Quanto a restos da comida, vão todos para a compostagem que, no fim do processo, volta para a terra onde se cultivam alguns dos alimentos servidos no alojamento.

Durante o dia pode nadar no lago ou até fazer uma das sessões de ioga, de manhã ou à tarde, que têm lugar no Aterra Eco Boutique. Se não quiser mexer nem um músculo, há quem o faça por si, através das massagens ayurvédicas ou chiatsut (experiências a partir de 50€). Outro dos tratamentos é o sono de beleza, que pode ser feito nas tendas rajasthani, tipi ou yurts — todas com quarto e terraço privado, e três delas com casa de banho privativa.

Uma noite para duas pessoas custa a partir de 70€, com pequeno-almoço incluído.

Bungalow La Salvaje

O nome já diz tudo: aqui a estadia é em modo selvagem, uma vez que este eco bungalow de madeira fica no meio da floresta de pinheiros e sobreiros no topo de uma montanha. Apesar de o Bungalow La Salvaje, em Odemira, estar no rodeado pela natureza, insere-se numa área protegida, o que significa que não está a infringir as leis ambientais ao adormecer com os grilos lá fora.

Pode optar entre dois tipos de bungalows, o Ecotiny e La Salvaje, sendo que um deles tem uma casa de banho privativa. Aqui só se partilha a natureza, que quer-se comum a todos e bem cuidada, e a cozinha com tudo aquilo de que necessita para preparar um bom pequeno-almoço com produtos alentejanos. Contudo, devido à pandemia de COVID-19, atualmente os hóspedes têm turnos para poder seguir para os seus cozinhados.

O mínimo de duas noites para duas pessoas, em outubro, por exemplo, custa a partir de 185€, com taxas incluídas.

Herdade do Amarelo Nature & Spa

Chegámos agora a um conceito de contacto com a natureza diferente. Na Herdade do Amarelo Nature & Spa a fauna e a flora misturam-se com o luxo, dando origem a um cocktail de bem estar sob o sol (ou mesmo a chuva) que cai no Parque Natural da Costa Vicentina, a menos de dez quilómetros de Vila Nova de Milfontes.

Este alojamento de turismo rural tem quartos dignos de uma ilustre figura árabe, devido à decoração com essas influências a pensar no povo que habitou esta região no século XIII. Mas o foco é de dentro para fora: desde o jacuzzi suspenso, passando pela zona de massagens inundada em volta por uma piscina de tons esverdeados, e ainda uma suite com vista panorâmica para a serra de São Domingos.

Tivoli Palácio de Seteais. 4 ofertas dignas de uma rainha para descansar num hotel com séculos de história
Tivoli Palácio de Seteais. 4 ofertas dignas de uma rainha para descansar num hotel com séculos de história
Ver artigo

Além de tudo isto, pode simplesmente sentar-se à sombra de uma árvore ao final da tarde, sem mais nada o interromper à volta (a não ser a biodiversidade local que ganha vida no silêncio).

Já ao pequeno-almoço, também se serve o que a natureza oferece: ovos das galinhas que andam pela herdade, compotas e bolos caseiros. Ao almoço pode ainda provar o azeite produzido na própria quinta.

O mínimo de duas noites para duas pessoas, em outubro, por exemplo, custa a partir de 347€, com pequeno-almoço incluído.

Três Marias

Em Vila Nova de Milfontes há uma casa onde reina a simplicidade e o branco imaculado desde a parede à roupa da cama, contrastando com a paleta do exterior: o azul do céu e o castanho que domina as folhas das árvores no outono.

Assim são as Três Marias, que andam de braço dado entre o que é regional — no que diz respeito ao pequeno-almoço serviço num tabuleiro no quarto como medida de proteção à COVID-19 —, natural quando se fala na natureza onde vivem estas Marias, ou inesperado, uma vez que ao acordar e espreitar janela fora vai deparar-se com os animais, como mulas e uma avestruz, que andam pela quinta.

Este alojamento rural está rodeado pela Reserva Ecológica Agro-florestal, por onde pode dar uma caminhada a pé ou a cavalo, no conceito literal da expressão, bem como de bicicleta. Pode ainda usufruir da piscina quando os dias forem aquecidos pelo sol de inverno. Mas a aventura não fica por aqui: e se pudesse fazer uma massagem com o pôr do sol como pano de fundo?

Uma noite para duas pessoas custa a partir de 125€, com pequeno-almoço incluído.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.