Margarida Santos — ou Maggy Santos, como é conhecida nas suas redes sociais —, sempre teve uma grande ligação com o número sete. Nasceu a dia 7, do mês 7, e isso, como explica à MAGG, é um dos principais motivos pelos quais este é o seu número da sorte. E foi também por isso que decidiu que o café funcional que acaba de lançar no mercado, o High Coffee, teria apenas sete ingredientes. 

Café liofilizado, cacau, água de coco, curcuma, café verde, pimenta preta e pimenta de cayena. Tudo nomes familiares e que, provavelmente, já conhece. É esta a composição do High Coffee, o primeiro café funcional à venda em Portugal, que foi pensado e desenvolvido pela influenciadora digital em conjunto com a farmacêutica To Skin. Inspirada em suplementos do mesmo género que já eram um fenómeno em países como o Brasil, onde viveu durante seis meses, decidiu criar a sua própria versão, mas com um foco diferente.

É que enquanto muitos dos produtos comercializados no Brasil são pensados para o emagrecimento, Maggy quis afastar-se desta ideia e criar um produto que, apesar de ter alguns ingredientes com um efeito termogénico, isto é, que aceleram o metabolismo, os principais benefícios são outros. 

“Não quis promover um produto para emagrecer, porque acho que o mercado está saturado de opções de emagrecimento”, diz à MAGG. “Eu própria nunca tive esse objetivo, e o que quero é dar resposta a estas pessoas que procuram a saúde acima de tudo, bem como outro tipo de funcionalidades. É por isso que os principais objetivos do High Coffee são dar-nos energia, ajudar-nos a manter a concentração e foco ao longo do dia e melhorar a nossa saúde.

Maggy Santos dá 20 dicas essenciais para começar a correr (de uma vez por todas)
Maggy Santos dá 20 dicas essenciais para começar a correr (de uma vez por todas)
Ver artigo

A ideia, recorda, surgiu na altura em que Portugal entrou no primeiro confinamento, em março de 2020. Por trabalhar na indústria farmacêutica, Maggy faz parte de um dos primeiros grupos a entrar em teletrabalho, “e, provavelmente, seremos dos últimos a regressar”, acrescenta. Assim que começou a trabalhar a partir de casa, e porque, tal como confessa, não é capaz de estar parada, teve de pensar em ideias para se reinventar e aproveitar o tempo da melhor forma possível. 

Depois de ter desenvolvido o site da sua empresa e de ter escrito o eBook de corrida "Como Comecei a Correr”, que publicou em outubro de 2020, a influenciadora digital, que é também autora do blogue "Operação Ano Inteiro" criado em 2016, teve a ideia de desenvolver o High Coffee. E tudo graças às suas sessões de meditação diárias.

“Na altura fiz os 21 dias de meditação do Deepak Chopra, e a verdade é eu que sou uma pessoa muito agitada e que quase não tenho tempo para parar e pensar”, conta. “Às vezes, quando a pessoa pára para pensar, consegue finalmente relaxar, olha para dentro e começa a olhar para a vida com uma outra perspectiva. E quando isso acontece, quando conseguimos parar, é quando aparecem ideias para coisas novas. E foi assim que surgiu tanto a ideia do eBook como a do High Coffee.”

Depois de ter tido a ideia, foi uma questão de começar a montar a estrutura do projeto e apresentá-lo para, depois, em conjunto com a empresa To Skin, da área da indústria farmacêutica, fazer o desenvolvimento do produto. Havia várias coisas que tinha como certas, a primeira era que o produto tinha de ter sete ingredientes, a segunda era que dois deles eram absolutamente indispensáveis: o café, claro, e a curcuma. 

Energia, foco e imunidade, tudo por 0,83€ por dia. É isto que o High Coffee lhe vai dar
créditos: Hugo Nogueira / MAGG

“O café é uma coisa que as pessoas consomem muito, especialmente o povo português, que gosta muito de beber café e cria todo um ritual em torno dele, da pessoa se levantar e tomar ou de fazer uma pausa a meio da manhã no trabalho”, explica a influenciadora digital. “E sabia que queria ter curcuma, porque sou fã desta raiz e é um dos poucos alimentos que há muitos anos que existe evidência científica sobre os seus benefícios. Embora não tenha um sabor consensual para toda a gente, e sei que isso é verdade, tem tantos benefícios que a pessoa que vai consumir o High Coffee sabe que o vai fazer, acima de tudo, não tanto pelo sabor mas pelos benefícios que este café tem para a sua saúde.”

Por saber que o sabor da curcuma poderia causar alguns entraves, Maggy e os especialistas com quem colaborou demoraram algum tempo a chegar à fórmula ideal, que tivesse um sabor homogéneo e agradável mas que, ao mesmo tempo, cumprisse outros requisitos que a influenciadora digital tinha estabelecido. É que o High Coffee é isento de açúcares ou adoçantes, lactose e ingredientes de origem animal, o que significa que é apto para veganos.

Os benefícios do High Coffee

Foco, energia e imunidade. São estes os três principais pilares do High Coffee, e que se conseguem atingir graças aos sete ingredientes que fazem parte da sua composição, que funcionam numa espécie de sintonia que traz vários benefícios a curto, médio e longo prazo. 

Em primeiro lugar na lista de ingredientes surge aquele que dá o nome a esta bebida: o café liofilizado. Este café, explica a nutricionista Mafalda Almeida, é café na sua forma mais pura, que foi desidratado de forma a conservar todos os seus nutrientes no momento em que é consumido. 

“É como pensarmos no chá verde e matcha”, compara a nutricionista. “O chá matcha é a folha de chá praticamente liofilizada, que foi desidratada ao máximo para ficar numa textura de pó e que se conserva durante muito tempo. Quando entra em contacto com a água, acaba por ter todas as suas propriedades conservadas.”

Ao café, um energizante natural por conter cafeína, juntam-se o cacau e o café verde, um outro tipo de café que também tem vários benefícios comprovados.

“É uma planta que também tem vários compostos benéficos, entre eles a cafeína, que tem uma ação estimulante ao nível do sistema nervoso central e que reduz a sonolência e a fadiga”, explica. “Além disso, alguns investigadores perceberam que o café verde tem uma percentagem de ácido clorogénico superior à do café normal, e o que este ácido faz é ajudar a reduzir a glicose e os níveis de açúcar no sangue e a diminuir a absorção de gordura pelo organismo.

A junção destes três ingredientes tem a capacidade de aumentar os níveis de energia e evitar a sensação de fadiga extrema e de cansaço, que muitas vezes tendemos a sentir ao longo do dia. Ao mesmo tempo, ajudam a manter o foco naqueles momentos em que parece que sentimos uma quebra na produtividade, que geralmente acontece a seguir ao almoço. 

Outro dos ingredientes da composição é a água de coco, que, explica Mafalda Almeida, “tem uma composição de eletrólitos muito parecida com a do plasma sanguíneo. Isto significa que se estivermos desidratados ou cansados depois de um treino a água de coco vai repor esses electrólitos que podemos ter perdido através do suor e vai acabar por nos nutrir.”

A pimenta de cayena surge como último ingrediente na lista de composição do High Coffee, o que não faz dela menos importante na composição. Esta pimenta tem um efeito termogénico, ou seja, desperta o organismo e faz com que ele processe mais rapidamente tudo o que sejam gorduras ou açúcares, ao mesmo tempo que aumenta a capacidade de resposta do sistema imunitário contra as agressões externas, o que pode ajudar a prevenir doenças a longo prazo. 

Por fim, a união da curcuma e da pimenta preta, dois ingredientes que se potenciam um ao outro, e cuja eficácia está comprovada a vários níveis, mas especialmente para o bom funcionamento do sistema imunitário. 

Por ter esta composição, o High Coffee está indicado tanto para quem treina como para quem procura apenas um tipo de suplemento que aumente a energia, a capacidade de foco e que ajude a combater a fadiga. A nível de treino, Mafalda Almeida explica que pode melhorar a capacidade de performance, algo que a própria Maggy Santos diz ter sentido durante a fase de testes do produto final. 

“Senti sobretudo uma ativação do organismo, um momento de rapidez e de destreza”, explica à MAGG, recordando que o experimentou a última vez, no último treino de corrida de dez quilómetros que fez em 2020. “Foi um dos melhores tempos que fiz e senti-me com muita energia, não tive aquele cansaço habitual ao fim dos dez quilómetros.”

Já no dia-a-dia, e num momento em que tantos de nós teremos de voltar ao teletrabalho, Maggy explica que beber uma chávena de High Coffee de manhã a tem ajudado a manter o foco. “Eu acabo por ser distraída e sempre tive algumas dificuldades de concentração por ser tão enérgica, e isto acaba por me conseguir ajudar a estar focada numa coisa, a definir prioridades. Faço uma lista no ínicio do meu dia e consigo cumpri-la.”

Mafalda Almeida aconselha a que se tome apenas uma dose do High Coffee por dia, para evitar consumir demasiada cafeína e, idealmente, durante o período da manhã. “O High Coffee tem uma ação média prolongada, isso significa que não é preciso tomar duas vezes ao dia para manter a energia, basta apenas uma para se sentir bem”, explica a nutricionista.

Para preparar o café, basta utilizar um scoop do High Coffee, misturar em água fria, quente, bebida vegetal ou leite, e esperar que dissolva antes de beber.

Uma embalagem de High Coffee dá para 30 doses e custa 24,90€. Feitas as contas, são apenas 0,83€ por cada café. Se quiser, pode comprar o pack de três embalagens por 68€ ou o anual, para 365 dias, por 249€ com portes gratuitos. As encomendas podem ser feitas através do site do High Coffee. 

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.