À medida que Kate, da série "This is Us", tenta mudar a relação que tem com o seu peso e com a comida, Chrissy Metz, a mulher que veste esta personagem, também. A sua história não é assim tão diferente da que vive (e viveu) a personagem: já passou pela frustração de ver os outros a atingirem resultados mais rapidamente, como acontece com Kate ao ver o namorado Toby (Chris Sullivan) emagrecer com mais facilidade. Comer para fugir dos problemas é outro ponto comum: a personagem fá-lo, tal como a atriz também já o fez.

Até as dificuldades que Jack Pearson (Milo Ventimiglia) e Rebecca Pearson (Mandy Moore) enfrentam para gerir o problema da filha no drama da NBC são semelhantes aos que os pais da atriz enfrentaram. Os dois mundos — o da realidade e o da ficção — tocam-se. A batalha é a mesma. E os sentimentos envolvidos também.

Acho que enquanto pai ou mãe deve ser muito difícil. Queremos que os nossos filhos tenham uma vida saudável e feliz, mas também sabemos que são pessoas com um corpo e composição química próprios, portanto há muitas coisas diferentes em causa."

Crescer com excesso de peso

“Fui gordinha a minha vida toda. Nasci gordinha e, enquanto crescia, em diferentes alturas da minha vida, fui mais magra, ativa ou desportiva, mas fui sem dúvida sempre uma miúda gordinha. Os meus amigos podiam comer tudo o que queriam, mas eu sabia que se comesse determinadas coisas ia ganhar peso de certeza”, diz Chrissy Metz ao "The Hollywood Reporter". “Ler aquelas cenas [do guião] partiu-me o coração porque, ao atravessar a adolescência com excesso de peso, estava sempre a pensar ‘Eu quero ser magra como os meus amigos. O que é que devo comer?’”

Na série da NBC, que estreou em 2016, Kate Pearson é irmã de Randall (Sterling K. Brown) e de Kevin (Justin Hartley).

Os quilos a mais cresceram com a atriz, tal como acontece com a personagem em "This is Us". Aos 11 anos os pais juntaram-na ao programa de perda de peso Weight Watchers. “Era a pessoa mais nova naquela sala amaldiçoada e foi estranho”, relata à mesma revista. “A minha mãe estava a tentar perceber o que fazer, mas é um processo (…). A Rebecca só quer que a filha seja feliz, que não seja gozada e que tenha uma vida normal. Independentemente daquilo que façamos, há sempre alguém a meter-se connosco. É uma dinâmica complicada e de partir o coração”, recorda, numa alusão quer à sua infância, quer à da personagem.

Não teria conseguido este maravilhoso papel se já tivesse perdido o peso todo, portanto tenho de acreditar que tudo acontece na vida por um motivo

O problema era “sussurrado em casa”, tanto que não se recorda de lhe dizerem para não comer. “Ninguém queria magoar os meus sentimentos”, relata. “Acho que enquanto pai ou mãe deve ser muito difícil. Queremos que os nossos filhos tenham uma vida saudável e feliz, mas também sabemos que são pessoas com um corpo e composição química próprios, portanto há muitas coisas diferentes em causa.”

Kate está a mudar a vida de Chrissy

A atriz, que foi nomeada para o Globo de Ouro de Melhor Atriz Secundária pela sua interpretação na série, já falou abertamente sobre a batalha que tem vindo a travar ao longo da vida contra a obesidade. Já perdeu peso, já o voltou a ganhar. Já esteve deprimida e já foi parar ao hospital com um ataque de pânico. Hoje está mais confiante e consciente de que a guerra, para ser vencida, tem de ser longa e demorada.

Interpretar Kate tem sido uma experiência positiva, porque lhe dá força. “É muito entusiasmaste, especialmente porque perder peso é algo com que me tenho debatido e contemplado”, diz ao The Hollywood Reporter. “Não teria conseguido este maravilhoso papel se já tivesse perdido o peso todo, portanto tenho de acreditar que tudo acontece na vida por um motivo.”

Em “This is Us” assistimos ao conflito entra Kate e a balança. E vemo-la também em ataques de binge eating, fenómeno que consiste em comer sem parar. Em causa não está a fome, mas antes o preenchimento de um vazio, a fuga de um problema, que é resolvido com comida. A atriz conhece bem este comportamento, porque já o sentiu na pele.

“Tinha duas audições por ano e eram sempre com o mesmo grupo de miúdas”, contou em entrevista à “People” em 2017. A falta de trabalho obrigou-a a exercer outras funções no universo da televisão. Aceitou ser uma comercial de castings júnior, o que a deixou profundamente infeliz. “Era como se estivesse a ver o meu namorado a sair com outra mulher todas as noites.”

Histórias inspiradoras de 3 mulheres que eram obesas, perderam peso e nunca mais engordaram
Histórias inspiradoras de 3 mulheres que eram obesas, perderam peso e nunca mais engordaram
Ver artigo

O problema agravou. Estava deprimida e comia todos os seus sentimentos. Como resultado, engordou 45 quilos. A angústia e frustração foram tão grandes que, ao fazer 30 anos, teve um ataque de pânico que a levou ao hospital e a “trouxe de volta à realidade”, como descreve à mesma revista americana.

Focou-se. Foi a um médico e seguiu as suas recomendações. Começou a fazer um plano alimentar de duas mil calorias diárias e 20 minutos de caminhada por dia. Em cinco meses perdeu o peso que tinha ganho. Recuperou confiança e a sua vida mudou. Conseguiu o papel de Fat Lady em “American Horror StoryFreak Show”, e depois o de Kate em "This is Us".

"A perda de peso vai mesmo acontecer"

A atriz já confirmou, em entrevista ao “The Hollywood Reporter”, que "a perda de peso vai mesmo acontecer”, quando “a Kate perceber que está mais relacionado com o que sente do que com o número da balança.”

Quero ter um corpo fit e saudável e não ter de ser posta numa caixa. Não quero estar limitada por nada."

Ter a sua batalha associada àquela que atravessa a personagem que volta a interpretar na terceira temporada, com estreia prevista ainda para este ano, é a chave para atingir os seus objetivos: “Temos de usar o que temos e eu não teria este papel se já tivesse perdido peso. Estou a contar a história de uma mulher que está a debater-se com o problema do excesso de peso, tal como eu tenho estado e ainda estou.”

Ao TVLine, a atriz confessou que o seu contrato inclui uma cláusula que a obriga a perder peso, por causa da evolução da sua personagem. "É um win-win para mim. É diferente quando tentamos fazer isto sozinhos (...) como seres humanos, é uma questão de ego: é sempre mais fácil fazermos qualquer coisa por outra pessoa."

Apesar de ser um aspeto fundamental para a narrativa da personagem que encarna, o processo de perda de peso por que está a passar é por si. “Quero ter um corpo fit e saudável e não ter de ser posta numa caixa. Não quero estar limitada por nada.”

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.