Treinar braços é tão importante como treinar qualquer outra parte do corpo, mas a verdade é que, no meio do universo feminino, os exercícios de membros superiores são muitas vezes postos de lado. Contudo, num plano de treino global, devemos sempre arranjar forma de treinar tanto a parte inferior do corpo, como a superior — e isso não significa que tenhamos de ficar com uns braços mais masculinos.

Segundo a personal trainer Inês Abrantes, esta é uma das maiores preocupações das mulheres, que acham que fazer determinados exercícios vai levá-las a ter um corpo menos feminino. Mas engana-se. A especialista explica que para isso acontecer, o volume de treino teria de ser muito mais elevado e não são certos exercícios feitos com o peso do corpo que irão provocar esse grande aumento de massa muscular.

Começou a treinar? Saiba o que deve fazer para evitar lesões
Começou a treinar? Saiba o que deve fazer para evitar lesões
Ver artigo

Treinar braços tem benefícios a nível estético, mas há ainda outros aspetos a ter em consideração. Trabalhar esta zona do corpo é, segundo Inês Abrantes, indispensável para corrigir ou atenuar desvios ou problemas posturais.

"Não vamos querer ter um glúteo enorme e depois andarmos todas marrecas ou com dores de costas, pois não?", questiona a personal trainer. Para treinar pernas de forma segura, é então importante ter um tronco denso e estável, "principalmente se quisermos apostar no incremento de carga e potenciar a execução dos exercícios de membros inferiores", afirma.

Além disso, tarefas do dia a dia, como arrumar e limpar a casa ou pegar nos filhos ao colo, tornam-se mais fáceis se os nossos braços estiverem preparados para as realizar de forma eficaz. "A conjugação de exercícios de treino inferior e superior vai resultar num aumento do retorno venoso e potenciar a diminuição do percentual de massa gorda", esclarece ainda Inês. "Hoje em dia está muito na moda, mas treinar não significa ser 'fit'. Treinar é saúde, é ser saudável e é investir em nós", remata a personal trainer que, para ajudar na tarefa, deixa cinco  sugestões de exercícios.

Extensões de braços com inclinação positiva

Treino Braços
créditos: Divulgação

Para realizar este exercício, deverá colocar-se na posição de prancha e apoiar as mãos numa superfície que promova alguma inclinação positiva (como um banco, uma cadeira ou uma mesa). Esta inclinação irá facilitar a execução do exercício comparativamente ao mesmo realizado com as mãos apoiadas no chão. Para completar, deverá realizar uma flexão do cotovelo e posteriormente fazer força para empurrar o seu tronco para cima, voltando à posição inicial.

Fundos de tricípite

Treino Braços
créditos: Divulgação

Este exercício é ideal para se despedir do músculo do adeus. Para o fazer, deve apoiar as mãos à largura dos ombros na extremidade de uma superfície — como um banco, uma cadeira ou uma mesa baixa — e suportar o peso do seu corpo mantendo a articulação do cotovelo semi fletida. Em seguida, deverá realizar uma flexão dos cotovelos de forma a seguir uma trajetória reta em direção ao chão, explica a personal trainer. Volte à posição inicial, e repita o processo.

Voos em pé

Treino Braços
créditos: Divulgação

Coloque-se na posição da imagem da esquerda, garantindo que as suas costas formam uma linha reta, os seus joelhos estão semi fletidos e os seus músculos abdominais devidamente contraídos. Una as duas mãos ao nível dos ombros, mantendo os braços esticados, e, de seguida, mantenha a mesma posição do tronco e pernas afastando os dois braços. Volte à posição inicial e repita o exercício algumas vezes.

Press de tricípite na parede

Treino Braços
créditos: Divulgação
Coloque-se na posição de prancha com as mãos apoiadas na parede, ligeiramente acima do nível dos seus ombros. Garanta que todo o corpo forma uma linha reta e, de seguida, deixe os cotovelos fletirem e descerem até tocarem na parede. Faça força para empurrar e volte à posição inicial.

Prancha com toque no ombro

Treino Braços
créditos: Divulgação
Coloque-se na posição de prancha de braços, apoiando as duas mãos no chão. Em seguida, toque com a mão direita no ombro esquerdo (e vice versa), evitando ao máximo a rotação da sua bacia, mantendo-a o mais possível paralela ao chão. Repita os movimentos.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.