Há um novo espaço em Campo de Ourique ideal para praticar exercício físico. Se é um ginásio? Acho que não o podemos apelidar de tal, pois é muito diferente daqueles a que estamos habituados

Do conceito às aulas — que são dadas por professores artistas com estilos e personalidades muito diferentes — descobrimos toda uma nova forma de olhar para a atividade física e proporcionar uma experiência única a quem quer começar a ter um estilo de vida mais saudável (ou simplesmente aproveitar para descontrair em cima de uma bicicleta).

8 ginásios ideais para regressar ao exercício físico, sem passadeiras ou elípticas
8 ginásios ideais para regressar ao exercício físico, sem passadeiras ou elípticas
Ver artigo

No studiorise, que fica no número 18 da Rua Correia Teles, em Lisboa, o objetivo é que a prática de exercício físico deixe de estar associada à frustração, pressão, aborrecimento ou desconforto. O espaço abre ao público na próxima segunda-feira, 4 de outubro, mas a MAGG já teve a oportunidade de conhecer esta nova atração de Campo de Ourique e a verdade é que saímos deslumbrados.

Sabem aquela sensação de entrar numa sala onde sabemos que única coisa que temos como garantida é que vamos suar? Confirmou-se, saímos com muita vontade nos metermos debaixo do chuveiro, mas completamente rejuvenescidos — coisa que já não se verifica assim tantas vezes.

Fundado por Alexis Péribère e Carine Lucas, o Studiorise tem como objetivo "dar um makeover ao conceito de fitness". Inspirado na experiência com atividade física e o desporto dos dois fundadores, o Studiorise pretende criar um novo conceito de boutique fitness no bairro de Campo de Ourique, em Lisboa, onde o cycling é a estrela do espaço, mas há mais.

Um espaço que é muito mais do que um estúdio de cycling

Entrámos neste novo estúdio por volta as 9h30 e deparámo-nos com uma sala ampla e minimalista, que nos deu tudo menos a sensação de que estávamos ali para praticar desporto. Carine explicou-nos que a ideia era mesmo essa. Este vai ser o espaço onde as pessoas que visitam o studiorise se podem juntar para falar, comer e beber de forma saudável ou comprar produtos de várias marcas wellness exclusivas em Portugal, que foram cuidadosamente selecionadas e testadas pelos fundadores do projeto.

A ideia é também que neste espaço térreo outro tipo de modalidades surjam em regime pop up, e haja palestras sobre saúde e bem-estar. Além do artigos exclusivos do studiorise, haverá ainda na loja do estúdio artigos da marca Bala, conhecida pelos seus acessórios funcionais de fitness,  suplementos alimentares da Combeau, ou a roupa sustentável da Girlfriend Collective.

Este é, sem dúvida, um espaço único e acolhedor, onde se pretende, principalmente, que as pessoas se sintam bem e confortáveis. Foi também nesta espaço que tivemos contacto com o nosso equipamento de treino. Falamos dos sapatos próprios para a modalidade de cycling que nos são disponibilizados logo à entrada e que servem para que depois, já dentro da sala de aula, nos sintamos uma verdadeira extensão da bicicleta.

Calçámo-nos e descemos as escadas que dão acesso aos balneários e à sala onde a magia acontece. Começando pelos balneários, há também muito para dizer. Aqui, todos os meses, os visitantes do studiorise têm à sua disposição gel de duche e champô de marcas diferentes. A ideia é que quem entra neste estúdio só precise de levar mesmo a roupa com a qual se sente mais confortável para treinar. As toalhas, tanto de banho como de treino, são também fornecidas pelo espaço, o que faz com que ninguém tenha de andar carregado o dia inteiro por ter optado por praticar desporto de manhã ou ao final do dia.

Pertences colocados no cacifo, seguidos para a sala onde, Mariana, uma das instrutoras do espaço, já estava pronta para nos receber. A primeira coisa a fazer foi perceber de que forma nos devemos posicionar em cima da bicicleta e quais as regras a cumprir no que toca ao ajuste do banco e guiador.

Pedalar à luz das velas, e num ambiente de discoteca

Bicicleta a postos, tudo pronto, pedais a rolar. A sala é escura (quase nos faz viajar para uma discoteca, daquelas onde passa boa música e há espaço para nos movimentarmos), fresca e tem o sistema de som ideal (usado em discotecas) — de outra forma não podia ser, já que é a música que dá ritmo aos 45 minutos de aula.

Studiorise
créditos: Divulgação

Completamente às escuras, à luz das velas e de olhos fechados. Assim Mariana nos foi pedindo que aumentássemos ou diminuíssemos a intensidade dos exercícios que nos fizeram exercitar muito mais do que os membros inferiores. Sim, esqueça a ideia de que pedalar é só bom para as pernas. 

BHOUT Boxing Club. Neste novo ginásio é a música e as luzes que ditam o ritmo do treino
BHOUT Boxing Club. Neste novo ginásio é a música e as luzes que ditam o ritmo do treino
Ver artigo

Abdominais são também trabalhados ao longo de todo o treino, bem como os membros superiores. Uma pausa no pedalar, mas ainda em cima da bicicleta, pegámos nuns pequenos pesos que estavam na parte traseira e treinámos braços. Foram 45 minutos muito completos que nos ajudaram não só a promover a saúde física como também a mental. Entrar naquela sala é, sem dúvida, deixar de fora todos os problemas e preocupações e aproveitar um momento de pura diversão.

Além de Mariana, a equipa do Studiorise é composta por mais seis instrutores: todos eles artistas (bailarinos de diversos estilos, como ballet, hip-hop, afro house ou contemporâneo, atores ou performers de music hall).

Solange, Guilherme, Gigi, Carlota, Ricardo, Mariana e Rui são os nomes que se vão tornar familiares para quem entrar no studiorise. Apaixonados pela música, pelo movimento e pela criatividade, cada instrutor  traz a sua personalidade, playlist e visão artística à prática do cycling, criando uma experiência completamente nova e diferente em cada aula, baseada na música e no ritmo.

"A ideia é que as pessoas possam experimentar as aulas com diferentes instrutores e depois escolham aquele com o qual mais se identificam", explica Carine à MAGG, referindo ainda que o objetivo de criar um espaço escuro é que as pessoas se sintam confortáveis e sem a sensação de que estão a ser observadas enquanto praticam a modalidade.

No studiorise não há mensalidades ou subscrições, pois a ideia é, como explica Carine, que as pessoas apareçam quando têm vontade e não por obrigação como acontece na maioria dos ginásios.

As aulas do studiorise acontecerão em horários diferentes, que serão constantemente atualizados no site do estúdio de cycling, mas haverá sempre aulas no período da manhã, à hora de almoço e ao final da tarde. Quanto aos preços, estão agrupados por packs. A primeira aula terá o valor de 10€, se quiser comprar o "welcome pack", que inclui três aulas, fica a 30€. Após a primeira experiência, as aulas individuais passam a ter o custo de 20€, o pack de cinco aulas custa 90€, o de dez 160€, o que 20 é 280€  e, por fim, o pack de 30 alunos custa 390€.

Para já, não está ainda estipulado o horário para cada professor, mas essas informações serão depois disponibilizadas no site.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.