Ah, felinos domésticos. Esses animais com características tão peculiares. É que tanto estão de barriga para cima a ronronar, como passam horas a mirar-nos, qual jogo do sério. Conseguem passar horas sem se mover (uma pessoa até vai lá ver se ainda respiram), como, de repente, estão em modo sprint, numa correria desenfreada, a saltar de sofá em sofá, de móvel em móvel.

"Eu sou a maluca dos gatos". Conheça as histórias de humanos apaixonados por animais
"Eu sou a maluca dos gatos". Conheça as histórias de humanos apaixonados por animais
Ver artigo

Mais: tanto estão deitados num caixote de cartão, como sentem que o saco das compras é o melhor sítio para aproveitar mais uma sesta prolongada. Qualquer refúgio — incluíndo pás de vassoura, vasos de planta, frigideiras ou panelas — é bom para descansar. Excepto, claro, a cama deles. 

É isso que nos provam estas 42 fotografias do "Bored Panda": os gatos não são exigentes quanto ao sítio em que se deitam. Vale tudo.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.