Um adolescente de 15 anos assassinou os pais e o irmão mais novo, de 10, com tiros de caçadeira, depois de ter sido colocado de castigo devido às más notas, e proibido de usar o telemóvel, internet, de sair com os amigos e ser obrigado a cumprir tarefas domésticas. O autor dos crimes, de nome Santi, vai ficar detido por um período de seis anos, o máximo permitido pela lei espanhola, já que o rapaz ainda não cumpriu os 16 anos.

O crime aconteceu em Espanha, na localidade de La Agoda, perto da cidade de Elche, na zona de Alicante. Após ter sido castigado pelos pais devido às más notas na escola, Santi ficou revoltado e procurou vingar-se. Foi buscar a caçadeira do avô e começou por abater a mãe, Encarni. O irmão, o pequeno Gonzalo, de apenas 10 anos, viu a mãe a ser morta e tentou fugir, mas também ele foi assassinado com um tiro pelas costas. Nesta altura, o pai, Jaime, encontrava-se a trabalhar. Santi arrastou os corpos para a garagem e escondeu-os, enquanto aguardou a chegada do pai. Quando ele regressou a casa, disparou sobre ele, mas não o matou de imediato. O homem, ferido, ainda conseguiu tirar a arma das mãos do filho, mas acabou por não ter forças para o contrariar. Santi recuperou a arma e matou-o com mais dois tiros. Juntou depois os três corpos, durante três dias, no armazém de casa.

"Dahmer" pôs o mundo a pensar em crimes reais. 10 documentários perfeitos para os fãs do género
"Dahmer" pôs o mundo a pensar em crimes reais. 10 documentários perfeitos para os fãs do género
Ver artigo

Ao longo desse tempo, aproveitou para ficar no quarto a jogar consola, jogos online no computador, e ligou para a sua escola, dizendo ser um familiar dele próprio, a dizer que não iria às aulas porque estava com COVID.

Acabou por ser descoberto por uma tia, que apareceu em casa da irmã, preocupada porque ela não atendia o telefone há vários dias. O rapaz acabou por confessar os crimes e levar a tia até aos cadáveres. A mulher chamou então a polícia, que deteve Santi.

Nos relatórios psicológicos que foram feitos ao rapaz não foi identificada qualquer patologia ou distúrbio, pelo contrário, ficou provado que ele sabia perfeitamente o que estava a fazer, tendo demonstrado uma enorme "frieza sem arrependimento", conforme o relatório médico.

Mulher portuguesa com depressão terá assassinado o filho autista de 10 anos antes de morrer
Mulher portuguesa com depressão terá assassinado o filho autista de 10 anos antes de morrer
Ver artigo

Santi era visto como um adolescente tímido e pouco tempo antes do crime ele tinha lido um livro — "La Edad de la Ira" ("A idade da fúria"), de Fernando Lopez — que conta precisamente a história de um jovem de 16 anos, Marcos, que assassina o pai e fere os dois irmãos.

Pouco antes de cometer os crimes, Santi leu o livro
Pouco antes de cometer os crimes, Santi leu o livro "La Edad de la Ira", que conta a história de um adolescente que mata o pai

O crime ocorreu a 8 de fevereiro de 2022, mas só agora, a 21 de outubro, se ficaram a conhecer não só os pormenores como a condenação: 6 anos de detenção numa instituição. Santi ficará preso e será submetido a acompanhamento até ter 21 anos. Depois disso, ficará três anos em liberdade condicional. Ironia maior, a família de Santi está a começar agora uma batalha legal para que o rapaz não herde os bens dos pais, já que legalmente ele é o único herdeiro legítimo da família, visto que matou o outro herdeiro, o irmão Gonzalo.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.