O líder e fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, proprietário do Grupo Record e da RecordTV, Edir Macedo, decidiu gravar um vídeo para falar sobre o panorama mundial que se vive devido ao COVID-19, mas as declarações são contrárias às preocupações que se têm ouvido de importantes líderes mundiais e da sociedade nos últimos dias. Estas palavras vão ao encontro da atitude generalizada do povo brasileiro, ainda muito pouco desperto para o gravíssimo problema de saúde que está a afetar o mundo.

No vídeo partilhado pelo advogado Jeff Nascimento no Twitter, o bispo desvaloriza a pandemia e apresenta vários argumentos para o que está a acontecer. Um deles diz respeito à comunicação social, que Edir acusa de estar a causar pânico mundial: “As pessoas estão apavoradas por algo que verdadeiramente não condiz com a realidade que a mídia tem jogado no ar, com o pavor que a mídia tem usado para levar as populações, as nações [a ficarem] apavoradas com respeito a esse vírus, o coronavírus".

COVID-19. Homem cospe em cima de pessoas em Loulé e grita que está infetado com vírus
COVID-19. Homem cospe em cima de pessoas em Loulé e grita que está infetado com vírus
Ver artigo

A este argumento, Edir Macedo acrescenta que estão em causa interesses financeiros e o líder da Igreja Universal — com mais de 10 mil igrejas no Brasil — faz ainda uma ligação entre o surto de COVID-19 e a religião.

"Minha amiga e meu amigo, não se preocupe com o coronavírus, porque esta é mais uma tática de Satanás. Satanás trabalha com medo, com o pavor, com a dúvida. Satanás apavora as pessoas. E quando as pessoas ficam apavoradas, ficam com medo ou com dúvida, as pessoas ficam fracas, débeis e suscetíveis. Qualquer ventinho que tiver é uma pneumonia para elas", diz Edir Macedo.

Contudo, de acordo com os dados divulgados este domingo, 15 de março, pelo Ministério da Saúde do Brasil, há 200 casos confirmados de COVID-19 e 1.913 pessoas suspeitas de infeção — dados que contrariam aquilo que Edir diz ser uma "tática de Satanás".

O vídeo tornou-se viral e já levou a várias reações no Twitter: "Será que esse cara não sabe a gravidade que tem em compartilhar uma informação dessas? É preocupante, porque o Edir Macedo tem grande influência no âmbito religioso, muitos fiéis seguem suas palavras com convicção", diz um utilizador e outro faz referência a um dos argumentos do bispo dizendo que é "interessante o Edir Macedo condenar o 'interesse económico'. Pergunta se ele abre mão do dízimo".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.