A luta legal entre Amber Heard e Johnny Depp regressou há dias aos tribunais, mas já se arrasta desde 2016. Até à data, com estreias suspensas e papéis cancelados, no que à carreira diz respeito, Johnny Depp tem sido o principal lesado, mas o cenário pode estar prestes a mudar. Pelo menos, é essa a vontade dos mais de 2 milhões de internautas que já assinaram uma petição para excluir a atriz do próximo filme do filme "Aquaman 2".

Heard abraçou o papel de Mera no filme "Aquaman", em 2020, e foi posteriormente destacada para integrar o elenco de "Aquaman 2", o segundo filme da saga, previsto para estrear já em 2023. As gravações do filme já terminaram, com a atriz como parte do elenco, mas há quem não se conforme e exija mesmo que Amber Heard seja removida da produção. 

Johnny Depp vs. Amber Heard. Tudo o que se sabe sobre a história de amor que está nos tribunais
Johnny Depp vs. Amber Heard. Tudo o que se sabe sobre a história de amor que está nos tribunais
Ver artigo

"Façam a coisa certa. Removam a Amber Heard do 'Aquaman 2'", avança a petição, que tem como meta 3 milhões de assinaturas, criada por Jeanne Larson, em 2020, na plataforma change.org.

"Tendo em conta que Amber Heard já foi reconhecida como autora de abusos domésticos, a Warner Brothers e a DC Entertainment devem removê-la do projeto 'Aquaman 2'. Não devem ignorar o sofrimento das vítimas (...). Os homens são vítimas de violência doméstica, assim como as mulheres", lê-se na descrição da petição, onde o autor outros episódios de abusos em que Heard esteve envolvida.

"Isso deve ser reconhecido e ações devem ser tomadas para evitar que uma agressora seja celebrada na indústria do entretenimento", escreveu ainda.

Recorde-se de que Heard terá sido detida em 2009, acusada de agredir a, à data, namorada no aeroporto Seattle-Tacamo International, em Washington. No entanto, todas as acusações foram retiradas, com a fotógrafa a alegar que se tratou de um mal entendido e que os dois polícias interpretaram mal o seu testemunho e extrapolaram o incidente.

A Warner Brothers e a DC Entertainment ainda não se manifestaram em relação à permanência (ou não) de Amber Heard no elenco de "Aquaman 2". No entanto, no Twitter, entre contas focadas no universo DC, já correm rumores de que a produção está preparada para agir em conformidade com a decisão do tribunal. O que sugere que, caso a atriz perca o processo contra o ex-marido, o filme poderá sofrer alterações. 

Depois de acusações de violência doméstica, Johnny Depp fala de um "boicote" de Hollywood
Depois de acusações de violência doméstica, Johnny Depp fala de um "boicote" de Hollywood
Ver artigo

À hora de publicação deste artigo, a petição já conta com 2. 383.681 assinaturas. No entanto, ainda não se sabe quais serão as consequências práticas — se é que vão existir — caso alcance a meta dos 3 milhões de assinantes. O "The New York Post" já contactou a Warner Brothers e a DC Entertainment no sentido de obter comentários oficiais sobre o futuro do filme, mas não obteve qualquer resposta. 

Esta não é a primeira vez que o processo legal influencia à carreira do ex-casal. Ainda em 2020, Depp foi forçado a abandonar o próximo capítulo da saga "Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los" e, em 2021, viu suspensa a estreia do seu filme "Minamata" nos Estados Unidos.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.