Todos os dias, depois do trabalho, Joshua Coombes pega nas tesouras e vai para as ruas ajudar quem precisa. De mochila às costas, procura quem se prepara para passar a noite na rua para lhes oferecer um corte de cabelo gratuito. Às vezes não tem de andar muito — ao fim de alguns anos a fazer isto, Joshua tornou-se conhecido em Londres. E às vezes basta passar pela porta do seu salão para perceber que já tem clientes à espera.

"Um corte de cabelo é uma ótima forma de dar dignidade, confiança e auto-estima a alguém. De mostrar outro lado de uma pessoa", contou Joshua Coombes à edição norte-americana da revista "GQ". "Para mim, neste momento é uma forma de contar a história daquela pessoa".

Aos 31 anos, Joshua Coombes trata aqueles clientes como qualquer outros que recebe no seu salão. Coloca-lhes uma bata por cima do corpo, uma gola para proteger o pescoço e conversa com eles. Quer saber as suas histórias, de onde vêm, o que sentem, o que vivem. No final, pergunta-lhes se pode partilhar um pouco do que eles lhe contaram.

Joshua Coombes é cabeleireiro e ajuda quem mais precisa

E é nas redes sociais que revela as suas histórias. Joshua Coombes criou um verdadeiro movimento no Instagram e Facebook com a hashtag Do Something For Nothing (faz alguma coisa sem receber nada em troca, em tradução livre), para incentivar outras pessoas a juntarem-se a ele e a contribuírem como conseguirem.

Será que eu também me pus a jeito?
Será que eu também me pus a jeito?
Ver artigo

"Para mim é uma questão de dar algo de volta e de chamar a atenção para os sem-abrigo", disse ao jornal britânico "Metro". "Distribuir cortes de cabelo é uma coisa pequena, sou só eu a ir ter com eles, conversar e cortar-lhes o cabelo. Mas eles apreciam verdadeiramente esse gesto.

Para Joshua Coombes, fazer algo sem esperar receber nada em troca é algo inspirador. E foi exatamente por ter visto alguém a fazer isso mesmo em Nova Iorque que decidiu arrancar com esta ideia. "É fácil dar dinheiro para a caridade, mas é muito mais gratificante chamar a atenção para o problema".

No ano passado, Joshua e o artista Jamie Morrison, amigo de longa data, decidiram levar o movimento para Los Angeles, uma das áreas nos Estados Unidos com mais sem-abrigo. Depois dos cortes de cabelo, Jamie pintou os retratos dos homens e mulheres que receberam uma transformação total. O resultado deu origem a uma exposição chamada "Light and Noise", que entretanto já passou por Manchester, Amesterdão, Paris e Berlim.

'Light and Noise' já esteve em exibição em Los Angeles, Manchester, Amesterdão, Paris e Berlim

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.