Depois de quebrar o período de isolamento no Brasil para uma festa da qual saiu infetada por COVID-19 em abril, a influenciadora digital Gabriela Pugliesi voltou ao Instagram com a publicação de um vídeo de quase 13 minutos e no qual se mostrou arrependida das suas ações. "Eu não estava vendo o quanto estava estagnada, iludida, não enxergando um palmo à frente", começa por dizer.

E continua: "Por um momento estava tomada pelo ego, o que é normal às vezes e nossa maior missão aqui é saber lidar com o ego e é difícil pra caramba. Ainda mais nesse meio aqui, tanta sedução. Eu tava vivendo nessa bolha e deixando de olhar para o mundo o tanto que eu deveria."

Mas Pugliesi reforça que, com o seu afastamento das redes sociais, que durou quase três meses, não quis que o seu erro fosse esquecido. "Não quero apagar esse erro, nem esperei esse tempo para ele ser esquecido. Até porque, por conta desse erro, eu perdi uma boa parte da minha paz, perdi alegria, perdi trabalho, como vocês sabem. Perdi a confiança de vocês, porque aqui na internet a gente passa a ser definido por um erro e é cancelado também por causa dele. Mas de tudo isso, o que eu mais perdi naqueles dias foi a mim mesma. Eu comecei a me questionar demais. É como se num momento de fragilidade você acreditasse em tudo de ruim que falam de você", afirmou.

E diz, agora, estar ciente da sua responsabilidade não só enquanto influenciadora, mas também como figura pública, já que as suas publicações chegam a milhares de pessoas — e não só no Brasil. "A gente não pode ignorar nossa responsabilidade. Tudo vira aprendizado, tudo ensina. Hoje vejo que eu precisei me recolher aqui, precisei dar esses passinhos para trás, ser muito resiliente, repensar mil coisas, entender de uma vez por todas que eu preciso ser mais responsável sim, que eu preciso saber que tudo que eu falo e faço tem um peso muito grande."

"A gente tem que se colocar cada vez mais no lugar do outro", conclui. O vídeo surge depois de, em abril, Gabriela Pugliesi ter perdido mais de 150 mil seguidores em apenas três dias, viu contratos publicitários com marcas a serem cancelados e fechou as redes sociais. Tudo porque, numa altura em que o número de infeções continuava a disparar no Brasil, Pugliesi decidiu fazer uma festa em sua casa e para a qual convidou vários amigos.

O evento, que ficou registado nas redes sociais através de vários diretos feitos no Instagram, mostravam momentos de descontração e ajuntamentos, numa altura em que as autoridades de saúde recomendavam distanciamento social.

Jornalista expõe os truques que influenciadoras usam no Instagram para parecer que têm corpos perfeitos. Veja as fotos
Jornalista expõe os truques que influenciadoras usam no Instagram para parecer que têm corpos perfeitos. Veja as fotos
Ver artigo

As reações não se fizeram tardar, com Gabriela a ser duramente criticada nas redes sociais e na imprensa brasileira. A influenciadora apagou as imagens e vídeos da festa, e publicou um novo vídeo a pedir desculpas.  "Do fundo do meu coração, desculpa. Eu estou muito arrependida. Eu fui completamente imatura e irresponsável", disse no vídeo, onde acrescentou que reuniu "meia dúzia de amigos" na noite anterior. "Eu me passei, postei, falei besteira".

Mas o estrago já estava feito. Para além de perder mais de 150 mil seguidores desde a noite de sábado, muitas marcas associadas à influenciadora cancelaram as suas parcerias e contratos de publicidade, e deixaram claro nas redes sociais o distanciamento quanto a este tipo de comportamentos.

Foram várias as marcas a manifestar-se, mas a Hope, marca de lingerie com uma ligação estreita com Gabriela até à data, publicou um comunicado no Instagram: "Atitudes que estejam em desacordo com o distanciamento social e ao apoio da superação a pandemia não são apoiadas pelo Grupo Hope. Estamos suspendendo as atividades de qualquer parceiro que não adote tais medidas".

Como consequência, Gabriela Pugliesi acabou mesmo por encerrar a sua conta de Instagram a 27 de abril,

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.