O barco humanitário Louise Michel, financiado por Banksy, artista urbano inglês, pediu ajuda urgente, depois de ter resgatado 219 migrantes e de ter atingido a capacidade máxima, encontrando-se agora incapaz de se deslocar. Está a 90 milhas de ilha italiana de Lampedusa.

De acordo com a agência Lusa, citada pela "SIC Notícias", na última embarcação que o barco resgatou, encontraram um migrante morto, estando as restantes pessoas com queimaduras de combustível, depois de vários dias no mar. No total, 33 das pessoas tiveram de permanecer no bote, por falta de espaço na embarcação humanitária.

A embarcação Louise Michel, de 31 metros, e com uma tripulação de dez pessoas, terá resgatado 89 das 219 pessoas no dia anterior, na manhã  de sexta-feira, 28 de agosto.

Banksy partilha nova obra em apoio ao Black Lives Matter: "Este é um problema branco"
Banksy partilha nova obra em apoio ao Black Lives Matter: "Este é um problema branco"
Ver artigo

A tripulação terá contactado várias agências de resgate europeias na Alemanha, Malta e Itália, que até então terão ignorado as chamadas de emergência. O veleiro Astral, da ONG espanhola Open Arms, encontra-se na zona e terá levado víveres ao Louise Michel, nome que homenageia a anarquista e feminista francesa do século XIX.

A embarcação zarpou há alguns dias do porto de Burriana, em Espanha, depois de Banksy ter feito uma doação. Foi também o artista, cuja identidade permanece anónima, que decorou o barco: pintou-o de rosa, com a imagem de uma menina a segurar num colete salva-vidas em forma de coração. Em letras garrafais lê-se: "Rescue".

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.