O jogador dinamarquês Christian Eriksen, de 29 anos, continua hospitalizado e na manhã deste domingo, 13 de junho, a Federação Dinamarquesa de Futebol (DBU) fez uma atualização sobre o estado clínico do jogador que caiu em campo aos 43 minutos do jogo do Euro 2020 contra a Finlândia.

"Esta manhã, falámos com Christian Eriksen, que enviou cumprimentos aos seus companheiros de equipa", começou por transmitir a federação a pedido de Eriksen. "A sua condição está estável e o jogador continua hospitalizado para mais exames", disse através do Twitter.

No comunicado, a Federação Dinamarquesa de Futebol deixa ainda um agradecimento a todos os que desejaram as melhoras ao médio e capitão da seleção da Dinamarca. "Gostaríamos de agradecer a todos pelas sinceras saudações a Christian Eriksen de fãs, jogadores, famílias reais da Dinamarca e da Inglaterra, associações internacionais, clubes, etc.", termina na publicação.

De acordo com o técnico da seleção dinamarquesa de futebol, Kasper Hjulmand, em conferência de imprensa, o que sucedeu com Christian Eriksen foi uma "experiência traumática" que afetou emocionalmente os jogadores da seleção da Dinamarca, mas quer estes, quer o plantel e staff, receberam assistência e "continuarão a apoiar-se depois do incidente de ontem", afirmou a DBU.

Christian Eriksen ia receber a bola quando caiu no relvado e segundos depois foi reanimado pelas equipas médicas que entraram de imediato no campo do Estádio Parken, em Copenhaga. O futebolista acabou por ser retirado do relvado numa maca e antes de ser levado para o hospital chegou a falar com o médico da seleção dinamarquesa, Morten Boesen. "Percebemos logo que estava inconsciente e quando chegámos perto dele, estava virado de lado, a respirar e conseguia sentir-lhe a pulsação. Mas todo esse quadro mudou rapidamente e tivemos de começar de imediato as manobras de reanimação do Eriksen. Com a ajuda rápida dos médicos e do resto da equipa, fizemos o que tínhamos de fazer e conseguimos trazê-lo de volta. Ele ainda falou comigo antes de ser transportado para o hospital", afirmou Boesen este sábado à noite.

Jogador dinamarquês acordado e estável. Jogo com a Finlândia foi retomado hora e meia depois
Jogador dinamarquês acordado e estável. Jogo com a Finlândia foi retomado hora e meia depois
Ver artigo

Após o incidente, o jogo foi suspenso pela UEFA e retomado mais tarde, às 19h30, a pedido de ambas as equipas. De acordo com o selecionador da Dinamarca, Kasper Hjulmand, a UEFA tinha dado duas opções: iniciar o jogo aos 43 minutos na mesma noite ou no domingo ao meio-dia. A primeira opção foi escolhida quando houve certezas de que capitão da seleção da Dinamarca estava estável.

A partida foi retomada com gritos dos adeptos pelo nome do jogador hospitalizado e com emoção em campo.

O jogo terminou com vitória da Finlândia (por 1-0), mas o selecionador dinamarquês destacou o esforço da equipa perante um estado emocionado alterado. "É claro que não se pode jogar com esses sentimentos. É incrível que os jogadores tenham jogado no segundo tempo e fossem a melhor equipa. Não se pode jogar um jogo deste nível depois de ver um dos melhores amigos lutar pela vida", disse aos jornalistas no fim da partida.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.