Ivana Knoll, uma modelo croata, foi apelidada da fã mais sexy do Campeonato do Mundo 2022 no Catar. A ex-miss chamou à atenção no jogo entre a Croácia e Marrocos ao usar um vestido justo e sensual, pintado com as cores do seu país, que realçava as suas curvas. Agora, a jovem croata desfilou nas ruas do Catar com um fato de banho xadrez e arrisca ser presa pela polícia do país.

"Vejam-me amanhã, às 17 horas, no ProSieben [uma rede de televisão alemã]", escreveu a modelo na publicação do Instagram, onde mostrava-se a desfilar de roupa de banhp no Catar, esta quinta-feira, 24 de novembro. Ivana Knoll pode enfrentar a pena de prisão, uma vez que o vestuário que usa desrespeita a cultura local do pais anfitrião do Mundial. 

Catar. Polícias atacam jornalista depois de confundirem bandeira de Pernambuco com a da comunidade LGBTQIA+
Catar. Polícias atacam jornalista depois de confundirem bandeira de Pernambuco com a da comunidade LGBTQIA+
Ver artigo

"Espera-se que os visitantes (tanto homens, como mulheres) mostrem respeito pela cultura local, evitando roupas excessivamente reveladoras em público", alertou a autoridade de turismo do Catar antes do Campeonato do Mundo, escreve o "DailyMail".  "É geralmente recomendado para homens e mulheres garantir que os ombros e os joelhos estejam tapados."

As primeiras fotografias que publicou com o vestido que mostrava as cores do seu país não violava as regras restritas de vestuário do Catar, uma vez que cobria grande parte do corpo, escreve o jornal britânico. Já o vídeo de fato de banho multiplicou-se de críticas com vários utilizadores a condenar a modelo pela escolha de roupa.

"Vergonha de ti. Respeita a cultura dos outros", "Olá, polícia do Catar", "É proibido usar essas roupas num país árabe, deves respeitar os nossos costumes, tradições e religião", pode ler-se na caixa de comentários.

De acordo com o "Daily Mail", há multas elevadas e até mesmo penas de prisão para os fãs que exibem o seu corpo no Catar.

Antes do Campeonato do Mundo começar, o país comunicou que as mulheres não catarianas não teriam de usar uma roupa islâmica, a abaya, mas os tops e vestidos deveriam tapar os ombros.

Espreite mais imagens da modelo Ivana Knoll

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.