Uma mulher obrigava a própria filha adolescente a gravar cenas de cariz sexual com ela para vender na Internet. O caso aconteceu no Brasil, onde os conteúdos eram vendidos por até 80 reais (cerca de 14 euros), segundo o Ministério Público do país.

Esta mulher "vive para agradar" ao marido. Fica a limpar e a cozinhar, e permite que ele tenha sexo com outras parceiras
Esta mulher "vive para agradar" ao marido. Fica a limpar e a cozinhar, e permite que ele tenha sexo com outras parceiras
Ver artigo

A mulher foi detida e denunciada à Justiça do Paraná por violação de menor. Era um homem de 58 anos, residente na Bahia, Brasil, que comprava os conteúdos e foi também detido pelo mesmo crime.

Tanto a mulher como o homem foram denunciados por compartilharem pornografia infantil. A polícia ainda encontrou mais conteúdo pornográfico de outras crianças e adolescentes na posse do homem, avança o “UOL Notícias”.

O sucedido foi descoberto depois da adolescente contar à equipa pedagógica da escola o que era obrigada a fazer em casa. A investigação continua à procura de outros eventuais participantes nos crimes.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.