Vem aí mais um documentário sobre a vida de Britney Spears, desta vez produzido em exclusivo pela BBC. Ao contrário de "Framing Britney Spears", produzido pelo "The New York Times", este vai focar-se no movimento #FreeBritney formado pelos fãs desde que James Spears, o pai da artista, passou a deter total controlo sobre a carreira e o património da filha.

A produção documental, cujo título deverá ser "Britney", vai ser conduzida pelo jornalista premiado Mobeen Azhar que tentou chegar à fala não só com vários grupos de fãs, mas também com pessoas próximas da artista.

Justin Timberlake pede desculpas publicamente a Britney Spears e Janet Jackson
Justin Timberlake pede desculpas publicamente a Britney Spears e Janet Jackson
Ver artigo

"Viajei até Los Angeles em busca da verdade. Como é que a Britney Spears, aquela que é uma das maiores estrelas da música pop do planeta, se vê tutelada pelo pai", explica o jornalista à revista "Rolling Stone".

A tutela foi atribuída ao pai depois da cantora ter sido declarada incapaz de cuidar de si, num estatuto que apenas é aplicado a indivíduos que denotem um estado avançado de deterioração mental ou que apresentem um diagnóstico de demência.

"De repente, dei por mim num mundo repleto de advogados, fãs incondicionais, paparazzi e passei algum tempo com pessoas que tiveram direito a estar na fila da frente de alguns dos concertos da Britney. O documentário foca-se muito na energia do movimento #FreeBritney", e, continua, em todas as questões que ainda hoje estão a aguardar resposta.

Ainda não se sabe para quando está prevista a estreia do documentário, mas espera-se que o lançamento aconteça ainda este ano — primeiro no Reino Unido e, mais tarde, vendido para outros mercados internacionais.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.