Um novo documentário trouxe revelações acerca de uma ligação entre Jeffrey Epstein e as modelos da Victoria's Secret. O multimilionário norte-americano foi preso por abuso e tráfico de menores em julho de 2019, e acabou por morrer na prisão no mês seguinte.

Epstein criou um círculo social de elite cujos membros abusavam sexualmente de mulheres contratadas para o efeito pelo magnata — algumas menores de idade. Um documentário intitulado "Victoria’s Secret: Angels and Demons" divulgou que também as modelos da famosa marca de roupa interior foram abusadas pelo nova-iorquino.

Semana decisiva. Príncipe André pode estar protegido por acordo entre Epstein e vítima de abusos
Semana decisiva. Príncipe André pode estar protegido por acordo entre Epstein e vítima de abusos
Ver artigo

Emitida esta quinta-feira, 14 de julho, nos Estados Unidos, esta série da Hulu, dividida em três partes, expõe a ligação de Epstein ao fundador da marca Victoria's Secret, Les Wexner. Os dois terão mantido uma amizade durante várias décadas, de acordo com o que reportou o jornal "The Sun".

Fundada em 1977, a Victoria's Secret tornou-se famosa pelas suas modelos, conhecidas como "anjos", e pelos exorbitantes desfiles de moda, que acabaram em 2019. Sara Sampaio, Heidi Klum, Gisele Bündchen, Barbara Palvin, Adriana Lima e Tyra Banks são apenas alguns dos nomes associados à empresa.

Jeffrey Epstein ter-se-á servido da ligação ao fundador da Victoria's Secret para se aproximar das modelos, tendo chegado a apresentar-se como alguém que recrutava novas caras para a marca. Esta manipulação afetou manequins como Alicia Arden, sexualmente assediada pelo multimilionário.

Em 1997, Epstein convenceu Arden a deslocar-se até um hotel em Santa Monica, onde decorreu o assédio sexual. Também Frederique van der Wal se chegou à frente no documentário, esclarecendo que este tipo de encontros eram comuns, partilha o "The Sun".

Quando Epstein foi preso, o fundador da VS disse também ter sido uma vítima dos esquemas do antigo amigo."Tenho vergonha de alguma vez ter tido uma relação de proximidade com ele", admitiu Les Wexner, em 2020, referindo o quanto Epstein "se aproveitou de tantas mulheres novas", comportamento "que todos devíamos condenar", cita o "New York Post".

A teia de escândalos sexuais relacionados com Epstein continua a desenrolar-se. Antes desta ligação à Victoria's Secret, surgiram revelações acerca do envolvimento do príncipe André, filho de Isabel II, no processo, acabando por ir a julgamento por abuso sexual.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.