António Costa foi considerado  contacto com exposição de alto risco à COVID-19, depois de ter contactado, na quarta-feira, 16 de dezembro, com Emmanuel Macron, presidente francês, que está infetado com o novo coronavírus. O primeiro-ministro irá assim cumprir na Residência Oficial o isolamento profilático correspondente ao período de vigilância ativa de 14 dias.

Macron diagnosticado com COVID-19 depois de ter estado com António Costa
Macron diagnosticado com COVID-19 depois de ter estado com António Costa
Ver artigo

“Na sequência da exposição a caso de covid-19, ocorrida no dia 16/12/2020, o primeiro-Ministro, Dr. António Costa, e após avaliação de risco efetuada por Autoridade de Saúde, este foi considerado contacto com exposição de alto risco”, afirma em comunicado a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), citada pela Agência Lusa.

António Costa iniciou o isolamento preventivo assim que tomou conhecimento do teste positivo de Macron, ficando a aguardar que as autoridades de saúde avaliassem o grau de risco e definissem o confinamento. Por esta altura, o gabinete do primeiro-ministro informou que este mantinha a atividade executiva e a agenda de trabalho não presencial.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.