Nunca se chegará a saber se uma velha carrinha de marca Bedford, de quem Christian Brückner era dono, terá sido ou não utilizada no rapto de Madeleine McCann. Sabe-se, sim, que entre fevereiro e abril de 2006, era nela que o suspeito alemão dormia junto às praias algarvias numa altura em que não tinha nem trabalho, nem casa. A carrinha terá sido comprada em Odiáxere, na região de Lagos, a meias com Michael Tatschl, um homem de nacionalidade austríaca  com quem se prestava ao roubo de combustível de camiões que depois tentava vender.

Os crimes não terão sido ignorados pela Polícia de Segurança Pública (PSP) de Portimão que, a 8 de abril do mesmo ano, os encontrou em flagrante delito. Os dois homens ficaram em prisão preventiva e foram libertados oito meses depois, em dezembro, com uma condição: o pagamento de uma multa pelo roubo de 300 litros de combustível de dois camiões, segundo escreve o jornal "Expresso".

O problema é que Christian Brückner nunca pagou a coima que lhe tinha sido imposta. Quando a Guarda Nacional Republicana o tentou contactar junto da morada que o próprio tinha indicado ao Tribunal de Portimão, em novembro de 2007, o alemão já tinha desaparecido. Na sua casa, localizada nos arredores do Barrocal, não só estavam guardados alguns dos utensílios usados por Brückner, mas também a carrinha Bedford.

É exatamente assim que a polícia alemã acredita que Christian Brückner raptou e assassinou Maddie
É exatamente assim que a polícia alemã acredita que Christian Brückner raptou e assassinou Maddie
Ver artigo

Por estar em muito mau estado, a carrinha não serviu para pagar a multa e, por isso mesmo, foi considerada um "veículo sem interesse para o Parque de Veículos do Estado" depois de estar estacionada durante alguns meses no parque de estacionamento da PSP de Portimão. Em maio de 2009, porém, foi desmantelada, adianta o mesmo jornal.

Mas qual a relevância da carrinha Bedford para o caso Maddie, afinal? É o desaparecimento da criança inglesa da Praia da Luz aconteceu numa altura em que Brückner utilizava a carrinha Bedford para dormir junto às praias. Uma vez desmantelada, não será possível alguma vez vir a saber-se se terá ou não sido utilizada no desaparecimento de Maddie.

Nessa mesma altura, Brückner conduzia também uma carrinha de marca Volkswagen Westfalia que, essa sim, manteve-se intacta e em bom estado. As autoridades já a analisaram e dizem não ter tido encontrado quaisquer indícios que pudessem ser úteis à investigação, escreveu o "Expresso". No entanto, a notícia surge dias depois de a imprensa alemão revelar que outra carrinha de Brückner foi encontrada com roupas de crianças e cerca de oito mil imagens de pornografia infantil.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.