Quase metade do território português está em situação de seca severa ou extrema, de acordo com dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).  O desejo que o sol desapareça para dar lugar à chuva (pelo menos por uns tempos) é cada vez maior. Esta quinta-feira, 10 de fevereiro, há boas e más notícias: a chuva pode estar de volta, mas não em quantidade suficiente para resolver a seca.

As previsões do IPMA apontam para céu pouco nublado no continente, tornando-se gradualmente muito nublado, de oeste para leste, a partir da manhã e possibilidade de chuva no Minho, estendendo-se gradualmente à restante região Norte, sendo mais provável no extremo norte.

Sol em dezembro e seca em janeiro. Este fenómeno estranho pode passar a ser o normal
Sol em dezembro e seca em janeiro. Este fenómeno estranho pode passar a ser o normal
Ver artigo

"Precisamos de uma precipitação mais frequente e durante mais tempo para poder diminuir a seca no continente", realça Bruno Café, meteorologista do IPMA à Rádio Renascença. 

Além da possibilidade de chuva, sete distritos do continente encontram-se sob aviso amarelo esta quinta-feira devido à previsão de agitação marítima com ondas de noroeste com 4 a 4,5 metros, avança o "Diário de Notícias". O alerta estende-se até às 18h nos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa, escreve o mesmo jornal.

Quanto às temperaturas, esta quinta-feira, 10, o termómetro deverá oscilar entre 1ºC (em Bragança) e 10ºC (em Faro) e as máximas entre os 16ºC (na Guarda) e os 21ºC (em Évora e Leiria).

Para sexta-feira, 11, a previsão é de temperaturas um pouco mais elevadas. A mínima mais baixa será de 3ºC (em Bragança e na Guarda) e a máxima mais alta volta a estar nos 21ºC (desta vez em Coimbra, Braga e Faro).

Até domingo, 13, o IPMA aponta para possibilidade de chuva, mas em fraca quantidade.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.