Há mais 11 mortes e 2.118 novos casos de infeção em Portugal pelo novo coronavírus. São estes os dados divulgados esta terça-feira, 17 de agosto, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), no novo boletim epidemiológico referente à evolução da crise sanitária no País.

Gouveia e Melo recebido com insultos em Odivelas por manifestantes anti-vacinas
Gouveia e Melo recebido com insultos em Odivelas por manifestantes anti-vacinas
Ver artigo

O centro de vacinação do Queimódromo do Porto está encerrado deste quarta-feira, 11 de agosto, dia em que se levaram suspeitas de uma falha na cadeia de frio durante o processo de distribuição das doses. Sabe-se agora que o frigorífico em que são armazenadas terá estado desligado durante algum tempo sem que tivesse sido acionado qualquer alarme, notícia o jornal "Público". O grupo de trabalho que coordena a campanha de vacinação contra a COVID-19 em Portugal acusa agora a Unilabs de comunicar tardiamente falha de refrigeração.

Para já, a vacinação no Queimódromo do Porto vai continuar suspensa e não se sabe ainda se as 980 pessoas que, no início da semana passada, foram vacinadas neste centro vão ou não ter que ser vacinadas de novo, escreve o "Público".

Relativamente à vacinação dos jovens de 16 e 17 anos que marcou este sábado, 14 de agosto, e domingo, 15 de agosto, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Lacerda Sales, disse esta segunda-feira, 16, terem sido vacinados 80% dos jovens de 16 e 17 anos, o que considerou uma "lição de maturidade" dos jovens.

Lacerda Sales disse ainda que espera que "essa lição de consciência cívica e de maturidade se transmita agora também para as faixas mais jovens, dos 12 aos 15, que vão ser vacinadas pela primeira vez nos dois fins de semana subsequentes", cita o "Diário de Notícias". 

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.