Há mais 75 mortes e 4.336 novos casos de infeção em Portugal pelo novo coronavírus. São estes os dados divulgados esta sexta-feira, 18 de dezembro, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), no novo boletim epidemiológico.

Os dados são atualizados um dia depois de António Costa ter anunciado novas medidas restritivas para a passagem de ano, mantendo, assim assim, as celebrações do Natal já que continuará a ser permitida a circulação livre entre concelhos — mesmo nas regiões sinalizadas como de risco muito elevado e risco extremamente elevado — e a permanência na via pública será permitida até às duas horas da madrugada de 26 de dezembro.

COVID-19. Vacinados devem continuar a usar máscara, defende imunologista
COVID-19. Vacinados devem continuar a usar máscara, defende imunologista
Ver artigo

Nesse dia, no entanto, a circulação volta a estar restrita a partir das 23 horas. No que toca à passagem de ano, no entanto, o governo puxou do travão e proibiu todas as celebrações. 

A grande novidade é que haverá proibição de circulação na via pública, em todos os concelhos (inclusive os de risco moderado), a partir das 23 horas de 31 de dezembro. Nos dias seguinte, de 1 a 3 de janeiro, o recolher obrigatório passa a estar em vigor em todo o País a partir das 13 horas — impedido assim os habituais almoços de celebração do novo ano.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.