Portugal mantém-se no quadrado verde no que diz respeito ao índice de transmissibilidade (Rt), contudo os dados são cada vez menos animadores já que nos encontramos cada vez mais próximos de 1,0 — número que o primeiro-ministro,  António Costa, explicou que não poderia ser ultrapassado quando anunciou o plano de desconfinamento ao País.

Esta sexta-feira, 2 de abril, os dados revelados pela Direção-Geral da Saúde quanto à situação epidemiológica mostram que Portugal se encontra com um índice de transmissibilidade de 0,97 — número que tem vindo a aumentar de dia para dia e que faz com que se preveja também um aumento de casos.

COVID-19. Há mais nove mortes e 548 novos casos de infeção em Portugal
COVID-19. Há mais nove mortes e 548 novos casos de infeção em Portugal
Ver artigo

Apesar de os dados revelarem este valor, o Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA) estima mesmo que  Portugal já terá atingido o Rt de 1,02 no passado domingo, o valor mais alto desde janeiro, noticia o "Jornal de Notícias" .  Segundo Óscar Felgueiras, matemático que presta apoiado ao Governo no acompanhamento da epidemia, o boletim da próxima segunda-feira, 5 de abril, poderá já reportar um Rt acima de 1. O matemático acredita que este é já o efeito de duas semanas de desconfinamento e "um primeiro sinal de alerta" para uma nova subida de casos, escreve o mesmo jornal.

Estes são dados que poderão fazer travar o desconfinamento tal como António Costa já tinha explicado. No dia em que o País registou mais 9 mortes e 548 casos, houve também mais 743 pessoas recuperadas. Atualmente o País tem 26.339 casos ativos e a unidade de cuidados intensivos conta com 131 pessoas internadas.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.