As redes sociais estão carregadas de imagens com lábios vermelhos. A onda surgiu na sequência de um comentário depreciativo que André Ventura dirigiu a Marisa Matias, numa acção de campanha em Portalegre. No mesmo dia em que chamou "bêbedo" a Jerónimo de Sousa, secretário-geral do Partido Comunista Português, o fundador do partido de extrema-direita Chega comentou a cor do batom da candidata às presidenciais, apoiada pelo Bloco de Esquerda.

#VermelhoemBelem. Internautas pintam os lábios de vermelho em apoio a Marisa Matias
#VermelhoemBelem. Internautas pintam os lábios de vermelho em apoio a Marisa Matias
Ver artigo

"Não fica muito bem em termos de imagem [ter] assim os lábios muito vermelhos como se fosse uma coisa de brincar", disse o candidato à presidência da República e líder do Chega. Não tardaram a chegar os protestos em relação a este comentário, arrancando a onda de indignação pelas reações de outros membros da esfera política, que pintaram os lábios de encarnado para as redes sociais. Ana Gomes, outra candidata à presidência da República, foi uma delas.

O movimento tornou-se viral. A onda de indignação contra o machismo cresceu, levou à criação da hashtag #vermelhoembelem e está em todo o lado. Homens ou mulheres, atores, músicos, humoristas, abraçaram a causa, pintando os lábios. "Mexem como uma mexem com todas", escreveu, por exemplo, a fadista Gisela João. "Não é uma questão de direita ou de esquerda. Há bocas que merecem respeito. Merecemos", alertou a locutora Inês Meneses.

Mas o movimento não se cinge à luta contra o preconceito de género. Todos apelam ao voto a 24 de janeiro, ao respeito pela liberdade e à preservação da democracia em perigo. "O fascismo não passará", escreveu a atriz Isabel Valadeiro. "Dia 24 votem na Liberdade", disse a apresentadora Marisa Cruz.

Bruno Nogueira, Jorge Corrula e Rui Maria Pêgo foram apenas três dos homens que partilharam imagens e vídeos com os lábios pintados.

São incontáveis as partilhas de apoio desta corrente que se tornou viral. Mas, aos exemplos que já deixámos acima, reunimos, em imagem, mais 27 imagens. Ora veja.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.