Com os collants já no fundo da gaveta, os casacões arrumados e o roupeiro cheio de vestidos leves, camisolas de manga curta e sandálias, já podemos dar, oficialmente, as boas vindas aos meses quentes de primavera e verão. E se há coisa que combina com dias quentes são os areais das praias, que já começam a convidar a que se estenda a toalha para apanhar sol.

Claro que para apanhar sol há que ter alguns cuidados, especialmente na praia, onde tendemos a ser mais relaxados por estarmos num ambiente mais descontraído. E se há coisa que não se pode esquecer é que a sua pele precisa de atenção redobrada nestes momentos, e isto é válido caso esteja na toalha a apanhar sol, a tomar banho no mar ou simplesmente na esplanada.

A exposição solar prolongada pode causar alguns danos na pele a longo prazo. E não, não estamos a falar apenas dos incómodos escaldões, mas sim de danos em camadas mais profundas da pele, que até podem ser invisíveis a olho nu, mas que acabam por ser irreversíveis, já para não falar, claro, no risco de desenvolver algum tipo de cancro de pele.

É por tudo isto que é fundamental que tenha alguns cuidados extra com a pele quando vai apanhar sol. Entre eles está, obviamente, o protetor solar, mas será que sabe, exatamente, de quanto em quanto tempo deve aplicar protetor? E sabe que existe uma forma de arranjar o cabelo que ajuda a prevenir escaldões no couro cabeludo?

Tome nota de algumas destas dicas fundamentais que deve por em prática na época de praia e que são válidas caso vá em família ou, até mesmo, sozinho.

1) Utilize sempre proteção solar

Parece uma dica trivial, mas a realidade é que grande parte das pessoas só aplica protetor solar quando está, realmente, na praia. Na verdade, o ideal será passar o protetor ainda antes de sair de casa, para dar tempo à pele de absorver o produto e de os filtros de proteção começarem a atuar e a proteger a sua pele.

2) Aplique a quantidade correta de protetor, e em todo o lado

Talvez até seja uma daquelas pessoas que está na praia e passa o tempo a passar protetor, que aplica ainda antes de se expor ao sol e que até o volta a colocar após um banho. Mas será que está a aplicar mesmo em todo o lado? Há sempre algumas zonas que ficam esquecidas e que também elas devem estar protegidas, falamos do pescoço, axilas, orelhas e pés.

3) Cuidado com o risco do cabelo

Talvez nunca tenha pensado muito nisto, mas sabia que se utiliza risco ao meio deve ter especial cuidado com o sol? Quando usamos risco ao meio, a superfície do couro cabeludo que está a ser protegida pelo cabelo é menor e, por isso, o risco de apanhar um escaldão aumenta. Tente fazer um risco ao lado ou, se não for uma opção, utilize um chapéu para evitar escaldões.

4) Nem todos os chapéus protegem o couro cabeludo

E por falar em chapéus, tenha especial atenção aos que escolhe para levar para a praia. É que, por mais bonitos que os modelos possam ser, é preciso perceber se eles são realmente capazes de proteger o couro cabeludo. Um boné mais grosso ou até mesmo um chapéu de palha mais denso são boas escolhas.

5) Mantenha sempre a pele hidratada

Os cuidados com a pele devem estender-se até mesmo aos momentos em que não está a apanhar sol. É que o sol, especialmente quando combinado com a água do mar ou o cloro das piscinas, tende a secar a pele e deixá-la mais frágil. Por isso, aplicar um bom creme hidratante, uma manteiga corporal ou até mesmo um óleo é um dos passos que nunca deve deixar esquecido depois do banho.

6) Cuide bem dos escaldões

Sabemos que existe toda a espécie de mezinhas caseiras para cuidar dos escaldões. Há quem utilize aloe vera — em cremes hidratantes ou até mesmo em gel puro) —, quem passe chá de camomila ou até mesmo quem seja mais radical e aposte no leite ou iogurte. A realidade é que qualquer uma destas soluções, apesar de conseguirem proporcionar algum alívio, não são a solução ideal.

O que deve fazer é aplicar um creme próprio com ingredientes regenerativos, como é o caso do dexpantenol — ou provitamina B5 —, que ajuda a regenerar a pele e promove a sua cicatrização. Por isso, quando tiver um escaldão, aposte neste ingrediente. Uma boa opção será Bepanthene® Creme, um produto específico para o tratamento de queimaduras solares e domésticas. Graças à sua fórmula mais fresca e leve, contendo dexpantenol, esta fórmula ajuda a regenerar rapidamente a pele no local da lesão e também aporta uma sensação de frescura. Por ter uma textura fluída, permite que a aplicação seja fácil.

E agora que já sabe alguns dos cuidados que deve ter com a sua pele na época balnear, faça o nosso quiz e perceba se está realmente pronto para os meses de verão.

Bepanthene Plus Creme. Medicamento com dexpantenol e cloro-hexidina. Para feridas superficiais com risco de infecção. Leia o folheto informativo e se os sintomas persistirem consulte o médico/farmacêutico. Bepanthene Creme. Medicamento com dexpantenol. Para queimaduras, pele irritada ou seca. Leia o folheto informativo e se os sintomas persistirem consulte o médico/farmacêutico.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.