Após menos de um ano de relação e de estarem com casamento marcado, Luciana Abreu e João Moura Caetano separaram-se, tendo a apresentadora e atriz acusado o toureiro de a ter traído. João Moura Caetano esteve à conversa com Manuel Luís Goucha esta terça-feira, 5 de dezembro, no “Goucha”, onde abordou o assunto.

Luciana Abreu sobre separação de João Moura Caetano. “Não admito traições, mentiras”
Luciana Abreu sobre separação de João Moura Caetano. “Não admito traições, mentiras”
Ver artigo

O toureiro começou por dizer que "o mediatismo" "nunca fez parte" dos seus "objetivos de vida" e que o que foi escrito durante este ano lhe passou "um bocadinho ao lado". Quanto ao facto de ter sido discreto sempre que falou sobre a antiga relação, este considera que "qualquer relação é uma coisa muito pessoal, é uma coisa privada". "Optei sempre por nunca falar desse tema", acrescentou.

"Nunca entrei num namoro que não fosse para que as coisas corressem bem", disse, acrescentando que este com Luciana Abreu, "infelizmente, terminou como tantos outros". Para o toureiro, numa relação, "a cumplicidade é fundamental, a confiança, os valores normais de qualquer pessoa".

Quando Manuel Luís Goucha questionou se o toureiro "acreditava que [este namoro] tinha pernas para andar", no começo, João Moura Caetano afirmou que "sempre" que começou uma relação foi "com a ideia de que as coisas corram bem", mesmo que esta seja com uma figura pública, já que este fator "nunca foi importante" para si.

O toureiro também se manifestou quanto ao facto de estar a ser acusado de ser "traidor, mentiroso, manipulador e controlador". "Isso não me compete a mim estar a dizer o que é que sou enquanto homem", disse, acrescentando que "as palavras ficam para quem as diz e as atitudes ficam para quem as tem".

"Sobre a parte privada da relação, causas, sentimentos, eu sempre fui muito, muito discreto. Nunca falei de nada e agora que terminou a relação muito menos. Não tenho nada a dizer sobre isso", afirmou.

"Nunca é completamente indiferente, mas dou aquilo que merece. Passa-me um bocadinho ao lado, nem sequer é uma coisa em que eu penso muito. A relação acabou como tantas relações acabam, e eu já tive a oportunidade de dizer isso em público, simplesmente a única coisa que quero hoje em dia é seguir com a minha vida e que, neste caso a Luciana, tenha tudo do melhor possível na vida dela a todos os níveis. (...) Ela e toda a família, que graças a Deus me receberam lindamente", afirmou.

João Moura Caetano é padrinho das duas filhas mais novas de Luciana Abreu, Amoor e Valentine, fruto do antigo relacionamento da apresentadora com Daniel Sousa, e o toureiro garante que sabe qual é a "responsabilidade de ser padrinho" e garante que "nunca" vai fugir às mesmas, "seja com quem for", e que "é sempre um gosto".

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.