Iva Domingues está solteira e revelou no podcast “Debaixo da Língua”, de Rui Maria Pêgo, que está na aplicação Raya, conhecida como o Tinder dos ricos e famosos. A apresentadora também partilhou alguns nomes de celebridades que por lá se encontram.

“Estou no Raya. Ia caindo para o lado. Vi o John Mayer, que sim, senhor, quando ele quiser jantar pode me ligar. É que aquele homem tem tudo”, disse. “Ele já me apareceu algumas vezes, mas a coisa não faz match. Na primeira vez que ele apareceu dizia: 'here just for friends' [“aqui só para amigos"] e depois eu começo a ler o perfil e a primeira frase dele é: 'I'm not here just for friends' [Eu não estou aqui só para amigos]. Não é bom?”, contou.

Pedro Guedes e Kelly Baron vão ser pais. "Agora somos 3" — veja o anúncio
Pedro Guedes e Kelly Baron vão ser pais. "Agora somos 3" — veja o anúncio
Ver artigo

Quem também está na aplicação é Trevor Noah. “Se fizer match com Trevor Noah... ele está lá”, adiantou. Iva Domingues parece ter interesse num perfil especial, cuja identidade preferiu não revelar. “Eu mandei uma mensagem a alguém do género: nunca me vai dizer nada. E respondeu. Falamos de vez em quando, trocamos umas ideias. [...] Admiro imenso. Não é português”, contou.

Raya foi lançada em 2015 e um dos seus co-criadores foi Jesse Johnson, meio-irmão da atriz Dakota Johnson. A aplicação, para maiores de 17 anos, está apenas disponível para iOS e tornou-se conhecida por figuras públicas como Cara Delevingne, Drew Barrymore, Cleo Pires, Bruna Marquezine, Bem Affleck, Demi Lovato, Channing Tatum, Michael B. Jordan e Zac Efron a utilizarem.

Para fazer parte da comunidade de membros, a aplicação tem em conta o número de seguidores no Instagram e o perfil tem de ser aprovado por uma equipa que avalia o grau de beleza de cada utilizador. Em junho de 2018, segundo o “The New York Times”, havia mais de 100 mil pessoas em lista de espera, dos quais apenas cerca de 8% seriam aceites.

Se for aprovado, terá de pagar uma subscrição, que pode ir dos 19,99€ aos 179,99€ (depende dos meses incluídos), segundo diz nas compras integradas da aplicação na App Store. A aplicação permite fazer match com pessoas de qualquer parte do mundo e tem regras de privacidade rigorosas, podendo expulsar quem fizer capturas de ecrã.

O funcionamento é semelhante ao do Tinder, ou seja, os utilizadores podem deslizar para a direita se gostarem de alguém ou para a esquerda para rejeitar. Os gostos mútuos resultam num match. Quando isto acontece, os participantes passam a poder enviar mensagens um ao outro dentro da aplicação.

Um recurso que diferencia a Raya de outras aplicações de encontros é o design dos perfis. Em vez de apenas fotografias, o utilizador pode ver vários slides com músicas escolhidas pelo dono da conta. Além disso, há um link para a página de Instagram da pessoa, o que pode ajudar a confirmar a identidade do membro, segundo o "Techtudo".

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.