A prova de que a vida dá muitas voltas é o facto de a responsável do projeto de chocolates Ar by Natasha Marques ter começado a traçar o seu percurso na cozinha com a certeza de que nunca iria seguir a área do chocolate. Aquilo que Natasha achava que mais a entusiasmava era a pastelaria, mas tudo mudou quando numa das formações conheceu um jovem que fê-la apaixonar por esta arte.

"A pintura é uma questão diferencial, eu adoro e é até a parte que faço com mais amor. Aquela hora de brincar, a criança que faz mistura de cores (risos)", diz à MAGG Natasha, de 29 anos, natural do Brasil. As cores e os brilhos são dois dos maiores destaques dos seus chocolates, mas o sabor não fica nada atrás e Natasha refere mesmo que o conceito do projeto é proporcionar "experiências sensoriais.

Os conhecimentos que hoje reúne foram adquiridos ao longo de vários anos de formação. Natasha licenciou-se em Gastronomia no Brasil, foi para Suíça onde fez um curso de pastelaria e cozinha europeia, depois viajou para os EUA e fez as delícias das princesas, uma vez que fez parte da equipa de pastelaria do hotel Sheraton Orlando, dentro do complexo da Disney.

Logo aqui começou a cozinhar em larga escala, chegando a fazer 500 quilogramas de tiramisú — experiência que foi uma grande escola. Mas a formação não ficou por aqui. Atrás do seus sonhos, Natasha Marques aventurou-se num curso de Lenôtre, em França, e foi no intervalo do curso que encontrou o destino final: Portugal.

Chocolate é sempre uma boa escolha. Este bolo faz-se com apenas 6 ingredientes — e é delicioso
Chocolate é sempre uma boa escolha. Este bolo faz-se com apenas 6 ingredientes — e é delicioso
Ver artigo

Natasha conseguiu um estágio no Restaurante Ocean, no Algarve, galardoado com duas estrelas Michelin e depois de regressar a França para terminar o curso, a brasileira não tinha dúvidas de que queria continuar a carreira em Portugal. A oportunidade chegou através do chef Rui Paula, para trabalhar na Casa de Chá da Boa Nova, e Natasha Marques mudou-se definitivamente para cá.

Foi então depois da larga experiência que foi adquirindo internacionalmente e com chefs de renome, que decidiu lançar a marca própria. "Resolvi trilhar a minha carreira a solo. Já era um sonho, mas sempre buscava experiência", revela a brasileira à MAGG. Em 2019 começou a idealizar o projeto dos chocolates Ar by Natasha Marques, lançado ao público em fevereiro do ano passado.

O projeto que chama pelo paladar, parece ter também uma ligação ao ar que inspiramos, mas para acabar a curiosidade fomos saber o verdadeiro significado de Ar by Natasha Marques. "O prefixo é considerado indígena e europeu e as minhas raízes são europeias, por parte de mãe, e indígena por parte de pai. Então acabei por conseguir puxar as duas", conta à MAGG. Além disso, Natasha procurou um nome que refletisse harmonia e nada melhor do que Ar, uma vez que o ar é "necessário, é leve, o ar é puro", diz.

E não podia ter encaixado melhor já que, de certa forma, o ar é tão necessário quanto comer chocolate.

O chocolate que até vai bem com cerveja

O projeto Ar by Natasha Marques já nasceu com um propósito: tornar cada doce numa experiencia sensorial. Não há dúvida de que uma sobremesa é sempre um momento de prazer para a gula, mas quisemos perceber o que diferencia os chocolates com assinatura de Natasha.

"O meu bombom, por norma, tem três camadas. Dentro de um bombom vai encontrar uma camada mais líquida, um gel de frutas ou, por exemplo, de vinho do Porto, depois tem algo de mais cremoso, que é a parte da ganache, e depois uma parte crocante que é o que divide da casquinha do bombom", explica Natasha Marques. É por isso que logo à primeira dentada vai sentir uma nova experiência.

"Com cada textura consegue atingir um nível sensorial e na própria língua sentir o ácido. Eu nunca faço um bombom que seja 100% açúcar, vai sempre ter algo de ácido para contrapor. E o crocante, que usamos muito na cozinha no sentido de a pessoa querer sempre mais, nunca é suficiente", diz a brasileira, que sabe bem como conquistar os clientes.

A harmonização não está só ligada ao nome, mas ao próprio conceito. Recentemente a Ar fechou uma parceria com a Wine Interest Never Ends, que tem uma vasta oferta de vinhos, com o objetivo de proporcionar "harmonizações e oferecer uma experiência mais completa ainda", refere Natasha, que quer pretende apostar nos vinhos e noutros produtos a nível nacional.

Ar by Natasha Marques

Mas, no fundo, os chocolates da Ar vão bem com tudo. "O chocolate com vinho é um casamento que vai muito bem, o café também é uma ótima sugestão para fazer a degustação", diz a responsável, adiantando à MAGG que até já está a pensar ter um pack com café.

Natasha dá ainda como exemplos chá, whisky ou mesmo cerveja. "Da mesma forma que existem os enólogos, do vinho, existem os mestres cervejeiros" e é com estes que se pode aprender a melhor forma de casar uma cerveja com chocolate. Mas Natasha Marques destaca uma em particular: "A cerveja escura é uma das melhores para acompanhar um chocolate. Vai muito bem com os doces", remata.

Os olhos também comem — e até dá pena de passar à prática

Se há coisa que não dá para passar ao lado, é o design dos chocolates da Ar, cujo slogan é precisamente "transformar a arte em sabor de chocolate". Estes são tão detalhados, que à primeira vista nem parece um pedaço para levar a boca. Contudo, sempre que dizem que não parece de comer, Natasha aconselha: "Come. Depois pegue mais. Não tenha pena de comer", brinca.

Por mais relutante que fique ao colocar o brilho de cada bombom na boca, essa hesitação passa mal se aperceba das amplas opções que estão à sua espera. Na gama best seller, os bombons (a partir de 8,90€ por seis unidades), os sabores vão desde os mais simples de chocolate ao leite ou creme de avelã, até ao caramelo de framboesa, lichia ou hibisco. Já nas barras de chocolate belga pintadas à mão (5.84€), a base pode ser de chocolate branco, de leite ou amargo (vegan) e tudo fica completo com os toppings, como drageé, cranberry desidratada e flor de sal.

Se já não bastava a crocância nos bombons, há um produto em que esta característica é palavra de ordem. Chamam-se mesmo crocantes (a partir de 2.28€) e podem ser de chocolate belga, favo de mel ou mix de nuts caramelizados com flor de sal. Na Ar by Natasha Marques encontra ainda cookies (a partir de 2.24€), ao estilo americano, e bolos caseiros (a partir de 8.90€) — em breve vai poder provar o sabor de verão do bolo gelado de coco.

Qualquer uma das opções pode ser personalizada e adaptada ao cliente. "Eu não tenho uma cozinha especifica para alergénicos, mas é possível personalizar, a nível de diabéticos, sem glúten, sem lactose e vegan", diz Natasha, reforçando que alerta sempre que pode haver contaminação cruzada.

A Ar tem ainda várias sugestões para a Páscoa, desde o ovo em degrade com casca de chocolate 54% recheada com caramelo (13€), até aos ovos para as crianças (10,20€), nos quais Natasha tentou passar a sua própria experiência. "É um ovo ao leite e vem com quatro ovinhos de chocolate coloridos. A mãe tira esse ovo da embalagem, derrete esses quatro ovinhos no microondas e junto vem um pincel. A criança depois pinta o ovo dela com esse chocolate e depois come", explica.

As encomendas podem ser feitas através do WhatsApp. A Ar faz entregas ao domicílio e também envios para todo o País no caso de produtos como os bombons ou as barras de chocolate.

Localização: Leça Da Palmeira, Porto
Contactos: 964 843 142 ou natasha@arbynatashamarques.com

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.