"Hell's Kitchen" estreou este domingo, 14 de março, e nesse dia Portugal ficou a conhecer os 16 concorrentes que durante as próximas semanas vão trabalhar sob grande pressão na cozinha infernal do chef Ljubomir Stanisic. Tal como os critérios exigiam, todos os participantes do programa têm experiência profissional na área da cozinha — mas os percursos foram traçados de formas bastante distintas.

Sondagem "Hell's Kitchen". Qual é o seu concorrente favorito?
Sondagem "Hell's Kitchen". Qual é o seu concorrente favorito?
Ver artigo

Todos têm histórias de vida diferentes, gostos diferentes e alguns diferenciam-se ainda pelo facto de terem já criado os seus próprios negócios. Francisca, Daniela, Hélder, Lucas, Diogo, António Pedro e Rafael decidiram arriscar-se no mercado a título individual.

A MAGG quis saber tudo sobre os negócios destes concorrentes.

Brilha com Segredo (Rafael Ribeiro)

Brilha com Segredo
créditos: brilhacomsegredo/Instagram

Rafael Ribeiro é um dos concorrentes mais jovens de "Hell's Kitchen". Percebeu muito cedo que queria fazer um curso profissional de pastelaria e restauração e com apenas 20 anos já teve a oportunidade de estagiar no Páteo, no Bairro do chef Avillez, e criou ainda um negócio de temperos.

Brilha com Segredo é o nome da marca de misturas de temperos que tem como objetivo dar um toque especial a todos os pratos, já que Rafael acredita que o segredo da cozinha está exatamente na forma como a comida é temperada. O negócio nasceu em plena pandemia, no mês de fevereiro, e o jovem conta já com cinco qualidades de temperos que vão desde os mais picantes às misturas ideais para carne ou peixe.

As encomendas podem ser feitas através da página de Instagram da marca ou por telemóvel (919 585 518).

Gonuts (Hélder Guimarães)

Gonuts
créditos: gonutspt/Instagram

Hélder Guimarães, 32 anos, é talvez um dos concorrentes com mais experiência no mundo da cozinha, uma vez que trabalha no catering de eventos da BAFTA (British Academy Film Awards). Para além de sub chef, Hélder é ainda produtor musical e gere um negócio, o Gonuts. Nasceu em Angola, cresceu em Portugal e vive atualmente em Londres, mas o facto de se encontrar fora do País não parece ter sido impedimento para Hélder criar uma marca sua aqui em Portugal.

O negócio — que consiste na venda de bolos que são uma mistura entre croissants e donuts, aos quais Hélder dá o nome de cronuts —parece ser recente, já que a primeira publicação da página foi feita apenas há uma semana. Os recheios desta versão diferente de donuts são bastante variados, de modo a agradar a todos. O New York (4,50€), com recheio de morango, glace de baunilha, pedaços de morango e crumble de browie, ou o Romeu e Julieta (4,50€) com recheio de frutos vermelhos, mousse de iogurte, crumble de gengibre e coulis de morango são algumas das opções.

As encomendas podem ser feitas através da página de Instagram, com 24h de antecedência. Já as entregas decorrem no concelho de Lisboa e na Margem Sul.

Miss Blueberry Catering (Daniela da Silva)

Miss Blueberry Catering
créditos: missblueberrycatering/Instagram

Daniela da Silva é talvez uma das concorrentes do programa com menos experiência no mundo da cozinha, mas o facto de ser muito determinada e trabalhadora faz dela uma participante à altura das exigências do chef Ljubomir. Licenciou-se em Comunicação Empresarial e Marketing, mas o sonho de seguir uma profissão no mundo da cozinha e pastelaria nunca a deixou, e há cerca de dois anos, criou o projeto Miss Blueberry Catering

"Ambiciosa, focada e trabalhadora". Conheça Daniela, uma das concorrentes de "Hell's Kitchen"
"Ambiciosa, focada e trabalhadora". Conheça Daniela, uma das concorrentes de "Hell's Kitchen"
Ver artigo

Daniela gere um negócio de catering para eventos que acabou também por ser afetado pela pandemia. Para substituir os caterings, a jovem de Valongo decidiu criar  umas boxes que chegam agora a casa de qualquer um na zona do Grande Porto. Há para todos os gostos, para qualquer refeição e ainda para as datas especiais, como é o caso do Dia do Pai, que já se aproxima, e na Páscoa também terá novidades.

Para além disto, os bolos de aniversário, casamentos ou batizados são ainda algumas das suas especialidades. Se se quiser deliciar com algumas destas iguarias, pode sempre fazer as encomendas através do e-mail (missblueberrycatering@gmail.com).

Finesseleague (Lucas Fernandes)

Finesseleague
créditos: finesseleague/Instagram

Lucas Fernandes, 30 anos, conta também com uma longa carreira no mundo da gastronomia. Nasceu em Portugal, mas foi na Alemanha que cresceu e tirou uma formação de cozinha. O jovem de Vila Verde já trabalhou com Gordon Ramsay, Andreas Krolik, chef com duas estrelas Michelin e Eric Frechon, detentor de três estrelas.

Contudo, Lucas decidiu regressar para Portugal e criar o seu próprio negócio de carnes maturadas, o Finesseleague. A empresa vende essencialmente carne de porco e de vaca maturada e os preços variam entre os 17€/quilo e os 41€/quilo. Na página de Facebook da empresa, Lucas explica que o processo de maturação é feito de forma natural para "acentuar as melhores características da carne" que fica a maturar, no mínimo, durante 35 dias. As encomendas podem ser feitas através de mensagem pelas redes sociais ou do número 913 805 805.

Hell's Table (Lucas, Diogo e António Pedro)

Hell's Table
créditos: hells.table/Instagram

Além das carnes maturadas, Lucas criou ainda um novo projeto com os concorrentes António Pedro e Diogo Filipe, ao qual deram o nome de Hell‘s Table by Finesseleague.

António Pedro tem apenas 26 anos mas tem alguma experiência profissional. O jovem de Ermesinde viveu durante sete anos na Noruega, trabalhou como cozinheiro num restaurante com três estrelas Michelin e esteve ainda na cozinha da Ópera Nacional da Noruega. O país onde viveu durante os últimos anos deu-lhe uma vasta experiência em fermentação e cura em conservas, sendo os peixes e as verduras os alimentos que melhor sabe trabalhar.

Diogo Filipe tem 37 anos, mas foi logo aos 19 que descobriu a vocação para a cozinha, depois de ter realizado um estágio nesta área. O profissional encontrava-se desempregado e considerou que entrar no programa seria uma ótima oportunidade para continuar a seguir a profissão de que realmente gosta.

Em conjunto, os três concorrentes fundaram o Hell's Table, um Restaurante inserido na loja de carnes maturadas de Lucas, que terá uma limitação de seis a oito pessoas, com data prevista de inauguração para 24 de abril.

A carta do restaurante vai ser composta por oito pratos exclusivos.

Cisca Massala (Francisca Dias)

Cisca Massala
créditos: ciscamassala/Instagram

Francisca Dias, 29 anos, foi uma das muitas pessoas desta área que viu o seu contrato de trabalho não ser renovado devido à situação pandémica atual. A jovem de Mação trabalhava como sub chef no Rossio Gastrobar e antes já tinha feito também parte da equipa do chef João Rodrigues, no Feitoria, restaurante do Altis Belém, em Lisboa.

"Prevejo-lhe um grande futuro". Conheça Francisca, o furacão de "Hell's Kitchen"
"Prevejo-lhe um grande futuro". Conheça Francisca, o furacão de "Hell's Kitchen"
Ver artigo

Apesar das adversidade, Francisca decidiu não baixar os braços e aproveitou para criar um projeto seu. Em plena pandemia, nasceu o "Cisca Massala" — uma marca de conservas e temperos caseiros que junta os sabores tradicionais portugueses com os do mundo. A marca é bastante recente, foi criada apenas há uma semana, mas conta já com alguns temperos e conservas que pode encomendar através da página de Instagram  ou por e-mail (ciscamassala@gmail.com).

Um dos temperos secos disponíveis é o "Citrus" (3,50€/100g), feito à base de sal marinho, citronela, gengibre e tomilho limão, ideal para saladas, peixe ou aves. Todas as encomendas podem ser entregues em mão na zona de Lisboa ou enviadas por correio para as restantes regiões do País.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.