Chama-se Phunk e é a primeira marca de hard seltzers produzida e comercializada em Portugal. Composta maioritariamente por água, a Phunk é uma bebida gaseificada com sabor a frutas, baixo teor de álcool (4,5%), sem glúten e sem açúcares adicionados — o que faz dela uma bebida menos calórica do que as tradicionais bebidas alcoólicas.

Duarte Froes é o responsável da marca e começa por explica à MAGG que a ideia para o projeto "não foi imediata" uma vez que teve o primeiro contacto com as hard seltzers em 2017, altura em que começaram a aparecer este tipo de bebidas nos Estados Unidos. Duarte estudou em Cornell e ingressou como advogado em Nova Iorque tendo assistido nesta cidade ao crescimento da procura destas águas com álcool, o que o fez perceber que "não era o único interessado e que a bebida estava a crescer de uma forma estonteante".

Kombucha. Casal de portugueses transforma o chá da imortalidade na bebida da moda
Kombucha. Casal de portugueses transforma o chá da imortalidade na bebida da moda
Ver artigo

"Quando eu voltei para Portugal, em fevereiro do ano passado, ciente do facto de este tipo de bebida não existir no País nem na Península Ibérica, e, sabendo que havia muito poucas marcas na Europa, achei que iria trazer para os portugueses um novo tipo de produto que representa uma alternativa completamente diferente às bebidas a que estão habituados", explica o jovem à MAGG.

Duarte afirma que a Phunk é uma bebida "leve, refrescante e com poucas calorias". Dado as características, o jovem acredita que esta bebida seja ideal para uma faixa etária entre os 18 e os 35 anos uma vez que vai ao encontro das necessidades de "pessoas que têm cuidado com o que bebem e que se preocupam muito com a alimentação e com as calorias que ingerem". "Apesar das características do produto serem mais focadas para as pessoas entre os 18 e os 35, já tive feedback de pessoas com a idade dos meus pais e dos meus avós que adoram a bebida", assume.

Para além de todas estas características, Duarte Froes decidiu ainda postar numa produção amiga do ambiente. "Penso que todas as marcas têm de contribuir de forma positiva para o planeta. Todas as nossas latas são 100% recicláveis e as caixas também. Preocupa-nos muito tornar a nossa marca e todo o nosso processo o mais eficiente em termos ecológicos."

Duarte Froes assume que a pandemia possa dificultar a divulgação da marca junto das pessoas, no entanto acredita que "o facto de ter apostado num comércio online permite chegar diretamente aos consumidores" fazendo com que os mesmos possam arriscar e encomendar.

"Apresentar um produto totalmente novo em Portugal, num período diferente, pode ser a altura certa para promover novos momentos de consumo, adaptados à realidade do novo normal. A verdade é que as hard seltzer foram as grandes vencedoras da pandemia nos Estados Unidos da América, pelo facto de serem fáceis de beber e pelo aumento da procura por parte dos consumidores de produtos de saúde e bem estar", afirma.

As Phunks estão disponível em quatro sabores diferentes, dois mais doces — manga e cereja — e dois mais neutros — lima/gengibre  e mirtilo — e podem ser adquiridas no site da marca, em packs de 12 unidades, por 24€. Contudo, até 31 de março, será possível encomendar um pack por 18€ e dois ou mais packs por 15,75€ cada, com entregas gratuitas.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.