As novas regras para a restauração determinam que os espaços em concelhos de risco muito elevado e elevado têm de exigir a apresentação de certificado digital ou teste negativo aos clientes. A medida já está em vigor, é implementada ao jantar de sexta-feira e a todas as refeições do fim de semana, sendo que não abrange esplanadas nem é aplicável a menores de 12 anos.

Teste para ir a restaurantes? E às esplanadas? A partir de quando? 10 perguntas e respostas
Teste para ir a restaurantes? E às esplanadas? A partir de quando? 10 perguntas e respostas
Ver artigo

Problema? Caso ainda não tenha certificado digital (e a vacinação completa), precisa de apresentar um teste. E a não ser que tenha feito um PCR nas últimas 72 horas, um teste antigénio — analisado laboratorialmente e realizado nas 48 horas anteriores — ou um autoteste antigénio realizado nas 24 horas anteriores numa farmácia junto de um profissional de saúde que valide a realização e o resultado, a única opção é fazer um autoteste à porta do restaurante.

E para que não tenha de os comprar atempadamente, o grupo Olivier facilita a vida aos clientes, oferendo testes rápidos a todos que visitam os espaços do empresário e cozinheiro.

Na zona de Lisboa, os testes são oferecidos no Yakuza de Lisboa e de Cascais, no Seen, no K.O.B, no Guilty (tanto no espaço do Parque das Nações como no da Avenida) e no Clássico, em São João da Caparica. Já no Porto, não tem de se preocupar em levar testes para os espaços nortenhos do Guilty, Yakuza e K.O.B. Também no Yakuza Algarve, no Pine Cliffs Resort, em Albufeira, os testes rápidos são oferecidos de sexta-feira à noite até ao final do fim de semana.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.