Sexo oral com baba de camelo à mistura é coisa para chocar os mais sensíveis, mas nada é tabu na nova websérie "#SEXOCOMSENTIDO", conduzida pela humorista Marta Bateira, mais conhecida por Beatriz Gosta. Estreia já no próximo dia 15 de setembro e vai contar com 12 episódios, lançados todas as semanas nas redes sociais da Associação Abraço, até à data em que se assinala o Dia Mundial da Luta Contra a SIDA, 1 de dezembro.

Beatriz Gosta temeu pela vida da filha recém-nascida. "Ficou sem respirar"
Beatriz Gosta temeu pela vida da filha recém-nascida. "Ficou sem respirar"
Ver artigo

"#SEXOCOMSENTIDO" conta com 12 episódios, cada um com um convidado diferente e a premissa é simples: "garantir o 'empowerment', diminuir o estigma e a discriminação das pessoas que vivem com VIH e hepatites virais e disponibilizar mais informação que contribua para a redução do número de novas infeções", lê-se num comunicado à imprensa.

"Eu não sou fora da caixa, as pessoas é que criaram uma caixa onde eu não caibo"

Sem filtros e com a sinceridade a que já nos habituou, Beatriz Gosta vai conversar com um vasto leque de convidados, que conta com nomes como Toy, António Raminhos, Raquel Tillo Clayton, entre outros – sendo que cada convidado fala de um tema que lhe é próximo, com base na sua experiência pessoal.

À MAGG, a humorista revela que nada do que vamos ver a partir do próximo dia 15 de setembro foi encenado e que, sem guiões, a produção lhe deu liberdade total para explorar os temas e conduzir as conversas. "Deixaram-me jingar ali bonito", conta."Eu não sou fora da caixa, as pessoas é que criaram uma caixa onde eu não caibo. Vou ser eu, com a minha descontração e vamos normalizar as coisas. Até hoje, os tabus nunca melhoraram nada, só atrapalham."

Beatriz Gosta revela, ainda, que há fotos bombásticas que vão ser publicadas a par e passo com a divulgação da série. "Tudo de bloco e caneta na mão, porque vamos aprender muito", avança a humorista. "A informação é tudo."

"Falei com a esposa do Toy, porque ele é ótimo para falar sobre sexo depois dos 50. As músicas do Toy passam a ideia de que é muito ativo [sexualmente] e também falámos sobre o que vai acontecer quando deixar de ser e como é que o vai encarar ", conta Beatriz Gosta, que esclarece que todos os convidados foram escolhidos de forma consensual com a produção. "É importante falar com pessoas que não têm tabus. Como é que uma pessoa que não é bem resolvida ia desenvolver o tema? Não dava", completa.

A humorista avança, ainda, que António Raminhos vai protagonizar a conversa que foca "sexo oral com baba de camelo" e representa o "heterossexual normativo", mas que "a ideia é que toda a gente se sinta representada".

Quebrar tabus com humor à mistura

Com descontração como palavra de ordem, esta nova websérie promete quebrar tabus associados ao sexo – de sexo oral a chemsex (práticas sexuais potenciadas pelo consumo de drogas e de várias substâncias químicas), passando por relações hetero e homossexuais, e, ainda, desmistificar temas obrigatórios como infeções sexualmente transmissíveis, viver com VIH e/ ou hepatite B e C, profilaxia pré-exposição (PrEP) e pós-exposição (PPE). Tudo isto com muito humor à mistura.

De momentos onde a "galhofa" a revelações mais sérias, Beatriz Gosta garante que a série alberga temas e momento bastante importantes.  "Temos um testemunho de uma pessoa que teve HIV e que 'dá a cara' pela primeira vez, por exemplo. É muito importante, principalmente pela questão da representatividade", revela Beatriz Gosta.

A humorista descarta a ideia de que "é uma série para adolescentes" e acrescenta que  pode (e deve) ser vista por pessoas de todas as faixas etárias. Para além de estar disponível no Facebook, Instagram e Youtube da Associação Abraço, todos os episódios de "#SEXOCOMSENTIDO" serão gravados em formato de podcast e disponibilizados no Spotify.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.