Seja a percorrer mundos coloridos e divertidos ou ao volante de um kart a alta velocidade, Super Mario já fez de tudo e continua a ser a companhia de vários entusiastas de videojogos há mais de 35 anos. Os vários títulos em que vai surgindo, e em que é protagonista, são sempre alegres, divertidos e bem dispostos — ingredientes de que mais precisamos nesta altura em que estamos novamente fechados em casa.

E uma vez que também as escolas fecharam, fomos à procura de jogos fofinhos e adoráveis que pudessem cativar não só os adultos, mas também os miúdos, para sessões em família de escapismo puro. Tendo em conta que é no catálogo da Nintendo Switch, a consola portátil da Nintendo que é já uma das consolas familiares mais vendidas em Portugal, que encontramos uma grande variedade de jogos capazes de apelar a toda a família, limitámos a nossa escolha a essa plataforma. 

Animal Crossing. Que jogo viciante é este que os adultos estão a roubar aos miúdos nesta quarentena?
Animal Crossing. Que jogo viciante é este que os adultos estão a roubar aos miúdos nesta quarentena?
Ver artigo

A escolha não foi inocente: é aí que encontramos as aventuras do Super Mario nas suas várias vertentes, ou até o "Animal Crossing" que, durante o primeiro confinamento, em março de 2020, se tornou num dos jogos mais populares em todo o mundo, Portugal inclusive.

Aqui não há um final definitivo, níveis ou mauzões que temos de derrotar. E também não se morre. O único objetivo? Transformar uma pequena e adorável ilha deserta numa comunidade cheia de vida e com várias coisas a acontecer.

Numa altura em que não podemos voltar a sair de casa, é aqui que muitos jogadores se têm encontrado, conversado e divertido em família ou em comunidades espalhadas pelas várias sessões de jogo disponíveis para lá de fronteiras físicas.

Mostramos-lhe o novo Super Mario e outros 4 jogos fofinhos para jogar com os miúdos neste confinamento.

1. "Super Mario 3D World"

É o mais recente exclusivo para a Nintendo Switch que surge ainda em jeito de celebração dos 35 anos de existência de Super Mario, o canalizador mais famoso e divertido do universo dos videojogos.

Neste "Super Mario 3D World", que se faz acompanhar de um outro chamado "Bowser's Fury", o objetivo é sempre o mesmo: ir ultrapassando os vários níveis, repletos de obstáculos, até chegar à bandeira final que marca o destino. Quantas mais moedas e estrelas forem colecionadas, mais a pontuação final aumenta.

Videojogos. "Nós, mulheres, somos o alvo mais fácil"
Videojogos. "Nós, mulheres, somos o alvo mais fácil"
Ver artigo

O ambiente de jogo é sempre fofinho, divertido e muito colorido, tudo o que precisamos em tempos conturbados. E o melhor de tudo é que pode ser jogado em família, num máximo de até quatro jogadores, para horas de diversão.

2. "Mario Kart 8 Deluxe"

De mundos coloridos para as pistas de corrida, "Mario Kart 8 Deluxe" põe o canalizador de bigode ao volante de um kart para corridas alucinantes e divertidas. Tal como no novo "Super Mario 3D World", também aqui a diversão é reforçada com a possibilidade de poder juntar jogadores na mesma consola para sessões de jogo a dois.

Mas porque a presença de Mario implica sempre divertimento extra, aqui não se trata de corridas normais.

Durante a corrida, é possível colecionar poderes especiais e objetos que o ajudem a chegar à meta em primeiro lugar — atirando para fora da pista todos os adversários que tentarem competir contra si.

3. "Animal Crossing"

O jogo, lançado a 20 de março na Nintendo Switch, tem como objetivo transformar uma pequena e adorável ilha deserta numa comunidade cheia de vida e com várias coisas a acontecer. Apesar disso, não há um final definitivo. Não há níveis, mauzões que temos de derrotar e também não se morre.

E apesar da estética, à primeira vista, infantil, o jogo é maioritariamente jogado por millennials e adultos (embora também haja crianças a jogar e seja indicado para elas, claro) e já se tornou num dos títulos mais populares. Muito devido ao formato. É escapismo puro numa altura em que quase toda a população do mundo está confinada em casa.

Clubhouse. A nova e popular rede social onde está até quem não gosta de falar ao telefone
Clubhouse. A nova e popular rede social onde está até quem não gosta de falar ao telefone
Ver artigo

Não há cenários apocalíticos ou uma qualquer missão para salvar o mundo, mas dá para passear pelas ruas, mexer nas folhas das árvores e socializar com outras "pessoas". Tudo o que, na vida real, não podemos fazer. E nunca nada é demasiado urgente em "Animal Crossing", o que permite que os jogadores invistam o tempo que acharem necessário a cada sessão de jogo que pode ir de uma simples meia hora a mais de duas.

E há sempre coisas novas para fazer: construir edifícios, melhorar as infraestruturas da ilha, colecionar materiais para criar aquele guarda-roupa incrível que queremos pôr em casa ou viajar para ilhas distantes à procura de novas personagens que se possam juntar a nós na aventura.

4. "Luigi's Mansion 3"

Luigi é o irmão de Mario e aqui é obrigado a percorrer uma mansão assombrada com os mais variadíssimos fantasmas. Apesar da temática mais, digamos, densa, o jogo está longe de ser pesado ou inapropriado para crianças e jovens.

Pelo contrário: é leve, divertido e ao mesmo tempo desafiante, já que além dos fantasmas, o jogador é ainda confrontado com puzzles mais ou menos complexos que ajudam a desbloquear a história.

Também este "Luigi's Mansion 3" pode ser jogado a dois.

5. "Kirby Star Allies"

Lançado em 2018, este jogo de plataformas é do mais fofinho que a Nintendo Switch tem para oferecer. O objetivo é simples: o jogador tem de chegar ao fim dos níveis, controlado este boneco adorável chamado Kirby, saltando sobre os inimigos, inalando-os ou afastando-os com habilidades especiais.

E porque o jogo obriga a que Kirby faça aliados pelo caminho, são esses que podem ser controlados por outro jogador na mesma consola. O conceito, que não é novo, parece ter apelado aos jogadores de todas as idades, até porque é já um dos mais vendidos da consola.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.