Depois de "Um Lugar Silencioso 2", há mais um filme de terror a estrear-se nas salas de cinema portugueses. Realizado por Michael Chaves, "The Conjuring 3: A Obra do Diabo" apresenta uma história repleta de detalhes que têm tanto de absurdo como de assustador.

O filme arranca com um homicídio absolutamente chocante que marca a vida dos detetives envolvidos no caso. À medida que estes avançam nas buscas, chegam a um possível culpado e a duas linhas de investigação muito diferentes: a de um homicida absolutamente violento e sem remorsos; ou à possibilidade de o alegado homicida ter sido possuído por demónios. À primeira vista, parece rebuscado, mas é precisamente essa tese que a defesa usa para desconstruir as acusações que lhe são feitas.

De "Soul" a "Toy Story". 6 filmes divertidos para ver com os miúdos em streaming
De "Soul" a "Toy Story". 6 filmes divertidos para ver com os miúdos em streaming
Ver artigo

Quando o caso parece quase fechado, o inexplicável começa a acontecer e todos os intervenientes começam a questionar tudo o que, até então, davam como certo.

Se não gostar de filmes de terror, pode ainda ver "Lassie de Volta a Casa" que, na versão dobrada para português, conta com as vozes de Eduardo Madeira e Ana Galvão, ou até o novo filme de animação "Spirit Invencível". Mas há mais para ver a partir desta quinta-feira, 3 de maio, nos cinemas.

Além de "The Conjuring 3: A Obra do Diabo", mostramos-lhe 5 outras estreias para ver no cinema esta semana.

"Lassie de Volta a Casa"

Nesta aventura, Lassie volta a ser protagonista numa história que a vê mergulhada num dilema de todo o tamanho. É que quando o pai de Florian, 12 anos, perde o emprego, toda a família é obrigada a mudar-se para um apartamento mais pequeno e cujo senhorio não aceita animais de estimação.

De repente, Florian vê-se a braços com a possibilidade de ter de se separar da cadela que preencheu grande parte da sua vida até então. Pior: a nova família que acolhe Lassie maltrata-a, levando-a a fugir para parte incerta.

É nesta sucessão de acontecimentos improváveis que Florian assume para si a missão de voltar a encontrar a sua melhor amiga.

Na versão portuguesa do filme, Eduardo Madeira e Ana Galvão emprestam as suas vozes aos protagonistas da história.

"Quo Vadis, Aida?"

Quando a pequena vila de Sebrenica é invadida pelas forças militares da Sérvia, a família de Aida (Jasna Djuricic), que até então trabalhava como tradutora para as Nações Unidas, é uma das dezenas de famílias obrigadas a procurar ajuda nos campos de refugiados montados pela organização.

Realizado por Jasmila Zbanic, que também assina o argumento, "Quo Vadis, Aida?" foi um dos filmes nomeados para o Óscar de Melhor Filme Internacional.

"Spirit Invencível"

Neste novo filme de animação, o protagonismo recai sobre Lucky Prescott, uma jovem que é obrigada a deixar para trás a sua cidade e a mudar-se para uma pequena vila na qual não se revê e onde sente várias dificuldades em estabelecer amizades com as pessoas que ali vivem.

É nesse turbilhão de emoções e de uma enorme sensação de não pertença, que Lucky cria uma ligação inquebrável com Spirit, um cavalo selvagem que, também ele, vive assolado por uma tragédia: o facto de os restantes cavalos do grupo a que pertencia terem sido capturados por ladrões do Faroeste.

Juntos, Lucky e Spirit procuram fazer justiça pelas próprias mãos e, assim, encontrar algum sentido numa nova realidade à qual sentem não pertencer.

"The Conjuring 3: A Obra do Diabo"

Depois de "Um Lugar Silencioso 2", há mais um filme de terror a chegar ao cinema. Desta vez é "The Conjuring 3: A Obra do Diabo" e o nome diz (quase) tudo.

Quando um homicídio absolutamente macabro choca os detetives responsáveis pelo caso, há duas linhas de investigação possíveis: a de que um homicida extremamente violento capaz de agir sem remorsos; ou a possibilidade de haver forças sobrenaturais em jogo, capazes de influenciar os comportamentos do criminoso.

É, aliás, nesta última tese que a defesa do acusado se baseia para refutar as acusações imputadas ao alegado homicida. E ainda que os procuradores, os detetives e o tribunal pareçam, à primeira vista, desvalorizar esta teoria, o inexplicável começa a acontecer.

"Uma Pequena Mentira"

Este promete arrancar algumas lágrimas no cinema, porque a história prevê-se emocionante. No centro da história estão Theo, de 12 anos, e o pai.

Enquanto Theo é um miúdo alegre, aspirante a jogador de futebol e empenhado, desde criança, em seguir o seu sonho, o pai entregou-se à bebida e à depressão decorrentes do divórcio conturbado por que passou. É através do futebol que Theo, entristecido pela inércia a que o pai se entregou, decide animá-lo quando recebe a notícia de que um olheiro o quer testar para fazer parte de uma grande equipa de juvenis no Reino Unido.

Problema? O facto de o pai ter ficado tão contente com a notícia impede-o de, mais tarde, lhe revelar que não foi o escolhido após os testes necessários.

Porque dizer a verdade estava fora de questão, pelo receio do que isso pudesse significar para o pai, decide inventar uma mentira — dizendo que foi escolhido e que o seu futuro começará a ser trilhado a partir daquele momento. O pai, mais alegre, ajuda o filho da melhor forma que pode e vai, aos poucos, recuperando o gosto pela vida.

As consequências, claro, surgem quando a mentira se torna impossível de gerir.

"Vingança Letal"

Depois de um filme emocionante, um repleto de ação. Com um elenco composto por Morgan Freeman e Ruby Rose, acompanha a figura de Victoria, uma jovem manipulada por um polícia corrupto, que se vê obrigada a, numa só noite, fazer cinco recolhas de dinheiro a vários mafiosos americanos.

A recolha do dinheiro, sujo, envolve confronto e quase sempre físico.

Mas porque este polícia tem a sua filha como refém, recusar está fora de questão. Resta-lhe apenas sobreviver à pancada, arranjando forma de, ao longo de todo o processo, procurar alguma redenção pelo que foi obrigada a fazer.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.