A água que nos chega à torneira de casa passa por um processo de tratamento e limpeza que, embora eficaz, não é isento de riscos e não deixa a água totalmente limpa de metais pesados, medicamentos, hormonas e, sobretudo, cloro.

É precisamente o cloro que é usado no tratamento de águas (percebemos isso nas piscinas), matando muitas das suas impurezas. Só que o próprio cloro pode ser, ele próprio, nocivo, e é certo que quando bebemos água da torneira o estamos a ingerir também.

Será que beber água em demasia faz mal?
Será que beber água em demasia faz mal?
Ver artigo

É legítimo que se questione: sem cloro no processo de tratamento, a água ficaria realmente limpa? Será assim tão prejudicial quando utilizado em excesso? A verdade é que se revela um inimigo do nosso organismo, independentemente das quantidades utilizadas – já que não é essencial (ou sequer necessário) ao bom funcionamento do corpo humano.

Alimentos Termogénicos. Saiba quais são e como influenciam a perda de peso
Alimentos Termogénicos. Saiba quais são e como influenciam a perda de peso
Ver artigo

Quer um exemplo simples? Experimente ficar algum tempo numa piscina cuja água é tratada com cloro. Certamente vai reparar que os seus olhos ficam irritados, os cabelos em mau estado e até a pele danificada, certo? Agora, importa pensar nas repercussões do seu consumo diário – já que personifica a realidade da maioria da população.

 Afinal de contas, o cloro faz parte da nossa rotina? 

 A verdade é que, durante muito tempo, acreditámos que o cloro era inofensivo e que apenas purificava a água das suas impurezas originais. No entanto, já existem estudos que comprovam o quão nocivo se pode revelar.

 A água que corre nas nossas torneiras e chuveiros – e que, por isso, chega ao nosso corpo e à nossa pele – deve estar livre de substâncias nocivas. 

Não costuma beber água? Estes são os sinais que podem indicar que está desidratado
Não costuma beber água? Estes são os sinais que podem indicar que está desidratado
Ver artigo

 Por isso, deve escolher a água certa para si. A água da torneira tende a ser a primeira opção de várias famílias, no entanto revela-se contaminada (com cloro e não só). Já para não falar de que o pH da água da torneira, sem filtros à mistura, tende a ser neutro – o que faz com que não reúna todos os minerais de que o seu organismo precisa.

Mas não tem de viver de água engarrafada até ao fim dos seus dias. Já há alternativas que lhe permitem controlar a qualidade da água que sai diretamente das torneiras. Como? É simples: basta instalar uma máquina VOA em sua casa, que irá filtrar, purificar, mineralizar e tornar alcalina a água que sai da torneira. Assim, garante que consome – e está em contacto – com água alcalina com pH acima de 9, livre de substâncias nocivas e rica em minerais essenciais ao bom funcionamento do seu corpo.

Em termos práticos, trata-se de um processo de purificação – com sistemas de nanofiltração – que retira todas as impurezas nocivas presentes na rede de distribuição de águas. E não, não precisa de investir na remodelação da sua cozinha, já que qualquer uma está apta a receber este sistema, desde que conte com uma ligação à rede de águas.

Se não domina o tópico, o ideal é visitar o site VOA para perceber qual o sistema que melhor se adapta às suas necessidades diárias.

 

 

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.