Desde o início deste Segundo Grande Confinamento, temos sugerido aos leitores da MAGG vários restaurantes que se mantêm a funcionar em regime de delivery e / ou take away. Uma pequeno contributo para ajudar aquele que é um dos setores mais afetados pela crise económica provocada pela pandemia.

Mas nem toda a gente gosta de take away. A comida vem ligeiramente fria, perde-se o encanto do empratamento, o conforto que proporciona uma bonita sala de jantar e também a atenção e simpatia do serviço (isto já vai dos sítios, mas pronto). Mas, para as pessoas que não gostam de ir buscar para comer em casa nem apreciam receber estranhos à porta com sacos de comida, eis a solução: filiarem-se no Chega.

Fazer parte do Chega permite, mesmo em tempo de confinamento, acesso a jantares que fazem lembrar os bons velhos tempos pré-pandemia. Convívio, animação e até momentos musicais inusitados. E, claro, a possibilidade de estar à mesa, ombro a ombro com amigos, bem aconchegadinhos neste janeiro que se quer frio (as gentes do fumeiro é que sabem o que é bom para o chouriço e para a alheira).

O jantar com 170 pessoas, os 2 ciganos chamados para apoiar Ventura e o carro da RTP vandalizado
O jantar com 170 pessoas, os 2 ciganos chamados para apoiar Ventura e o carro da RTP vandalizado
Ver artigo

Foi assim na sexta-feira passada em Viseu (terra onde se come boa vitela), onde André Ventura celebrou o seu 38º aniversário, com uma restrita grupeta de 60 amigos (ao almoço tinham sido cerca de 15). O cenário repetiu-se este domingo em Braga (onde se come um belo bacalhau), onde 160 entusiastas do Chega brindaram, riram e fizeram exercícios estranhos que envolviam apenas o levantamento do braço direito (deve ser uma tendência nova de cardiofitness).

Esta segunda-feira, em Viana do Castelo, a confraria voltou a reunir-se, provavelmente para um Arroz de Pica no Chão, bem regado a vinho verde da região e, para finalizar, umas meias-luas ou uma torta.

O Segundo Grande Confinamento. "Happy Birthday, Mr. President"
O Segundo Grande Confinamento. "Happy Birthday, Mr. President"
Ver artigo

Provavelmente nem todos quererão abdicar dos seus ideais e princípios democráticos para se filiarem num partido que é uma verdadeira salada russa de ideologias fascistas várias (o "russa" aqui é irónico). Talvez nem toda a gente esteja disposta a jantar lado a lado com senhoras que acham que André Ventura é a segunda vinda de Cristo à Terra ou com senhores que acham que o homem é a reencarnação do D. Sebastião.

Provavelmente, muito preferirão esperam três quartos de hora por um Big Mac que chega frio e acompanhado de batatas murchas do que ter de contemplar o ar tristemente obstipado da senhora OfVentura, sempre a estender o pescoço para um beijo que nunca chega (ahaha, chega. Viram isto? Mais um trocadilho). Mas não valerá a pena para saborear uma bela Vitela de Lafões? Não será um sacrifício de se fazer para mandar abaixo umas Papas de Sarrabulho, bem regadas com um Alvarinho?

Pensem nisso.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.