Comprar um batom, um creme, um perfume e ainda um vibrador? Tudo isto no mesmo sítio? Já é possível, no entanto, para já, apenas online. A partir desta quarta-feira, 27 de outubro, já pode adquirir os seus brinquedos sexuais na Sephora Portugal, através de um catálogo que conta marcas como Smile Makers, Lelo, Ketish – marca desenvolvida pela Huda Beauty – e, ainda, Ho Karan, à base de CBD.

Já pode adicionar estes 10 brinquedos sexuais à lista de Natal (e intensificar o prazer a dois)
Já pode adicionar estes 10 brinquedos sexuais à lista de Natal (e intensificar o prazer a dois)
Ver artigo

Com vibradores, estimuladores, lubrificantes e, ainda, toalhitas íntimas, a Sephora passa a albergar tudo aquilo de que precisa para viver ao máximo a sua sexualidade, sem tabus à mistura.  O objetivo é simples: desmistificar o prazer feminino e torná-lo acessível a todas as carteiras e adequado a todos os gostos. Por isso, há produtos sexuais a partir de 13 euros.

A Sephora é um templo de beleza, no qual a alegria é um valor basilar e onde a vontade de trazer novidades, disrupção e ousadia ao mundo em que vivemos é uma constante. Por este motivo, a Sephora procura sempre conhecer e compreender a mulher como um todo, oferecendo os produtos e experiências [de] que a sua comunidade precisa, quer e sente", afirma Rita Corrêa Mendes, Marketing and E-commerce Director da Sephora Portugal, à margem do evento de lançamento desta nova categoria em que a MAGG marcou presença.

"Acreditamos que o movimento #ÉNORMAL [mote do lançamento da nova categoria de bem-estar sexual] é um passo importante para normalizar o prazer sexual feminino", acrescenta.

Com o principal objetivo de despertar consciências e promover o bem-estar físico e emocional de cada mulher, com produtos entre os 13€ e os 280€, a panóplia de opções é vasta na loja online da Sephora. 

Espreite alguns dos novos produtos.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.