Enquanto muitos de nós estamos em casa de quarentena e fartos de descansar, são vários os "heróis" que só querem algumas horas de sono em segurança. Isto porque ao estarem na linha da frente, expostos aos riscos de contaminação do COVID-19, os profissionais de saúde precisam de um espaço onde possam recuperar do cansaço sem pôr em risco as suas famílias.

Foi nesse sentido que surgiu a iniciativa solidária “Acolhe um Herói”, encabeçada pela uppOut. O objetivo é oferecer um local de descanso aos profissionais de saúde — médicos, enfermeiros, auxiliares, técnicos de diagnóstico — e para isso qualquer um pode ajudar. 

Tem uma habitação vazia perto de hospitais? Esse é o primeiro passo para que possa dar apoio aos "heróis" nesta fase difícil. O segundo é mostrar-se disponível para ceder o espaço aos profissionais de saúde através do preenchimento de um formulário, com os dados da habitação, disponível no site do projeto.

Ainda no site, os "heróis" podem encontrar o "melhor match possível com as habitações que os portugueses, com todo o orgulho, disponibilizaram", juntando-se assim aos já 210 profissionais instalados.

É garantido aos profissionais de saúde e pessoas solidárias que os dados são unicamente usados para o projeto solidário e que, "após o fim das medidas de contenção ou assim que esta ação de solidariedade deixe de fazer sentido", os dados serão eliminados.

A ajuda não fica por aqui:o OLX e o Continente estão a fornecer bens essenciais às casas onde médicos, enfermeiros e tantos outros ficam alojados durante o combate à COVID-19. Para já são os únicos parceiros, mas podem ser mais. Basta que outras entidades mostrem disponibilidade para ajudar também através do site.

Se não tem uma casa, não fica de fora na ação solidária. Pode ajudar ao partilhar a iniciativa, de forma a que seja divulgada junto de mais pessoas — e até, quem sabe, chegue àquelas que tenham um espaço vazio pronto a ajudar.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.